Meio Bit » Hardware » Google criou protótipo de comunicador de Star Trek para buscas por voz

Google criou protótipo de comunicador de Star Trek para buscas por voz

Protótipo desenvolvido pelo Google seria usado unicamente para buscas via Google Voice Search; projeto foi posteriormente cancelado

15 semanas atrás

Não é novidade que o Google adora criar e matar produtos e serviços, vide seu cemitério, que já está bem abarrotado. Só que ele não abriga covas apenas de produtos lançados no mercado, mas também projetos e ideias que nunca vingaram ou foram introduzidas, como o Project Ara.

Agora foi descoberto mais um projeto cancelado ainda na fase de design: um dispositivo para consultas de voz, semelhante ao Google Home e derivados, mas na forma de um acessório vestível como um distintivo de lapela, ou para os trekkers, um fac-simile do comunicador de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração.

CBS / Paramount / Deanna Troi (Marina Sirtis) em Jornada nas Estrelas: A Nova Geração / Google

Deanna Troi, porque sim. Quem você esperava, Jean-Luc Picard?

Segundo reportagem da TIME, a ideia para o acessório foi uma ideia de Amit Singhal, ex-SVP do Google e líder do departamento responsável pelo Google Search, a galinha dos ovos de ouro da empresa, entre 2000 e 2016.

Além de extremamente dedicado ao algoritmo o executivo é um trekker de carteirinha, tanto que o nome interno do projeto que conhecemos como Google Voice Search é "Project Majel", em homenagem à atriz Majel Barret-Roddenberry (1932-2008).

A referência não foi aleatória: além de interpretar a Número 1 em The Cage, o primeiro e rejeitado piloto de Star Trek, e posteriormente a enfermeira Christine Chapel na TOS e Lwaxana Troi em TNG, é dela a voz do computador de bordo de quase todas as naves e estações espaciais da franquia, desde a série clássica até Enterprise.

Mas voltemos ao Google. Na entrevista concedida à TIME, Singhal disse que sempre quis criar um dispositivo similar ao comunicador d'A Nova Geração, um distintivo inteligente capaz de responder perguntas usando o motor de busca da empresa.

O pequeno gadget, que chegou a ser construído se conectava a um celular (Android, claro) via Bluetooth, de modo a ter acesso à internet e retornar os resultados solicitados pelo usuário, através de um alto falante embutido, além do óbvio microfone; para aciona-lo bastava toca-lo, como na série.

O pequeno comunicador que aparece na única foto em que foi capturado não é mais do que um bottom de plástico preso à roupa, já que ainda estava nos estágios iniciais de prototipagem, e muito provavelmente se apresentaria como um produto melhor acabado caso avançasse para os demais estágios, o que não aconteceu.

Google / Amit Singhal e protótipo

Amit Singhal demonstra o protótipo (Créditos: Google)

Singhal não deu informações sobre por que a ideia não foi para a frente, mas é possível que o Google tenha considerado o gadget redundante, já que basta puxar o celular do bolso e fazer exatamente a mesma coisa; por mais prático que fosse (além de ser um acessório legal), seria mais um dispositivo para carregar na tomada.

Hoje, fones de ouvido Bluetooth são capazes de oferecer a mesma funcionalidade do hardware abandonado pelo Google, mantendo uma certa privacidade e contando com o recurso que o protótipo não tinha, e que era a principal função do comunicador de Star Trek: abrir um canal de voz entre duas ou mais pessoas.

Com informações: TIME

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários