Meio Bit » Entretenimento » Netflix anuncia filme de Beyond Good & Evil

Netflix anuncia filme de Beyond Good & Evil

Enquanto o Beyond Good & Evil 2 não chega, fãs podem comemorar o anúncio de que a Netflix fará um filme baseado na adorada franquia criada por Michel Ancel

03/08/2020 às 9:22

De todas as empresas ligadas a videogames, nenhuma tem apostado tanto em outras mídias quanto a Ubisoft. Além de “emprestar” várias de suas franquias para que estúdios as adaptem, a companhia francesa anunciou até um filme que contará a história de gamers da terceira idade e agora sabemos que outra tentativa deles de lucrar com o cinema envolve a tão adorada série Beyond Good & Evil.

Beyond Good & Evil

Quem soltou a novidade foi o The Hollywood Reporter, para logo depois uma conta da Netflix no Twitter oficializar o anuncio. De acordo com o site, o longa ainda está em estágios iniciais de desenvolvimento, sendo que nem o roteirista foi escolhido para levar a história criada por Michel Ancel para a TV.

No entanto, alguns detalhes sobre a produção já estariam definidos, como por exemplo a escolha por fazer com que o filme seja uma mistura de live-action com animação, além de Rob Letterman ter sido escolhido como diretor. Em seu currículo ele tem filmes como Monstros vs. Alienígenas e As Viagens de Gulliver, além de ter dirigido mais recentemente o Pokémon - Detetive Pikachu, que teve uma boa aceitação tanto por parte do público quanto da crítica.

Já a produção ficará a cargo de Jason Altman (Skull & Bones) e Margaret Boykin (The Way I Loved You), além da Ubisoft Film & Television estar diretamente envolvida na criação desta adaptação.

Caso opte por seguir a história do primeiro jogo, o filme se passará por volta do ano 2.435, quando um planeta de mineração chamado Hillys tem sido alvo de ataques alienígenas. Com as suspeitas de que a força militar responsável pela segurança do lugar está facilitando as invasões, um grupo de resistência conhecido como IRIS Network é formado e no papel da fotojornalista Jade, teremos que nos colocar em risco para tentar desmascarar as pessoas por trás do problema.

É muito legal ver como Ancel e sua equipe conseguiram misturar ficção com fantasia, com o mundo de Beyond Good & Evil sendo uma mistura de alta tecnologia com animais antropomórficos. Também é interessante ver como o seu enredo não teme abordar assuntos políticos, mesmo que as vezes isso seja feito de maneira simbólica e sem deixar de usar o humor.

Mas além de contar com uma história muito interessante, Beyond Good & Evil ainda possui uma jogabilidade muito divertida mesmo hoje em dia e embora eu sempre tenha adorado esse jogo, não lembrava de muitos dos seus detalhes. Por isso comecei a jogá-lo novamente e estou aproveitando para transmitir pelo Twitch, para que assim tenha um registro deste jogo tão espetacular.

Quanto a adaptação, espero que as pessoas envolvidas consigam fazer o melhor trabalho possível e por isso gostaria muito que Michel Ancel fizesse parte da equipe. Porém, como lá se vão 12 anos desde que ele anunciou a criação do Beyond Good & Evil 2, no momento a única coisa que desejo é que ele dedique todo tempo que tiver a este tão promissor e aguardado projeto.

Splinter Cell poderá virar um anime

Sam Fisher, em Tom Clancy's Elite Squad

E em nota levemente relacionada, a Netflix e a Ubisoft teriam fechado uma parceria para a criação de um anime baseado na franquia Splinter Cell. Mas se não te chama muito a atenção a ideia de transformar uma história de espionagem em desenho animado, talvez você goste de saber que tanto o roteiro quanto a produção executiva desta adaptação deverão ficar a cargo de Derek Kolstad, mesmo responsável pelos roteiros da série de filmes protagonizados por John Wick.

A princípio o acordo garantiria a criação de duas temporadas, totalizando 16 episódios, mas as empresas ainda não se pronunciaram sobre o assunto e por isso acho que seja prudente ainda o tratarmos como um rumor.

Tudo bem que este não é o retorno de Sam Fisher que muitos estavam esperando, mas depois de ter adorado o resultado da animação do Castlevania que foi produzido pela Netflix, me reservarei ao direito de ter alguma esperança por essa aí. Caso a adaptação não fique boa, o jeito mesmo será torcer para que a Ubisoft enfim resolva tirar o personagem da aposentadoria, porque convenhamos, participações em outros jogos não contam, não é mesmo?

Fonte: Screenrant e Variety.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários