Meio Bit » Games » Próximo jogo da Hello Games promete ser “enorme”

Próximo jogo da Hello Games promete ser “enorme”

Sem revelar detalhes, fundador da Hello Games diz que atual projeto será bastante ambicioso e conta o que aprendeu com o desenvolvimento do No Man’s Sky

03/09/2020 às 8:47

Lá se vão sete anos desde que a Hello Games surpreendeu muita gente ao revelar a produção do No Man's Sky. No jogo poderíamos explorar um universo gerado proceduralmente que seria praticamente infinito, o que deixou um grande número de pessoas bastante empolgadas (eu incluso). Porém, o lançamento acabou entregando muito menos do que prometia e agora o fundador do estúdio surge com a informação de que eles estão trabalhando em outro projeto tão grande quanto.

No Man’s Sky - Hello Games

O (hoje) divertido No Man’s Sky

Embora não tenha entrado em detalhes sobre como será o próximo jogo, Sean Murray revelou a novidade durante uma entrevista ao site Polygon, onde o game designer aproveitou para contar como ele e equipe da Hello Games esperam ter aprendido com o fiasco que foi o lançamento do No Man's Sky.

Pensei muito sobre isso e não sei onde cheguei. Realmente existe algo positivo sobre falar muito sobre o seu jogo, com você fazendo com que as pessoas que não os jogaram se interessem por ele. Vimos isso com o No Man’s Sky, que encantou um grande número de pessoas, muitas das quais não saberiam do jogo de outra maneira, certo? Se o tivéssemos lançado sorrateiramente, alguns dos nossos maiores fãs talvez nunca tivessem ouvido sobre ele.

Então é muito difícil, mas olho para trás, tendo recebido várias oportunidade de imprensa diferentes e coisas assim e reconheço que, cerca de metade do que fizemos — e em muitas tivemos problemas, penso que fomos ingênuos — nós realmente não precisávamos ter feito e poderíamos ter obtido o mesmo nível de sucesso, sabe? E essa é minha opinião pessoal, certo? Muitas oportunidades foram colocadas à nossa frente e nos disseram que eram as coisas certas a se fazer. Eu olho para trás e não tenho certeza se foram super, super importantes para o resultado geral.

Existe esse cálice envenenado ou esse acordo com o diabo que acho que qualquer desenvolvedor independente acharia uma escolha difícil, certo? A escolha que tivemos que fazer com o No Man’s Sky, se tivesse que voltar a ela novamente, acharia muito difícil saber qual era o caminho certo [a se seguir]. Você terá um interesse incrível pelo o seu jogo, terá uma grande empolgação por ele. Mas você estará em um foguete, lançando-se em direção ao sol e estará construindo aquele foguete no caminho.

Murray ainda afirmou que aquele foi um processo pelo qual espera não ter que submeter ninguém novamente, mas apesar de toda a dificuldade, eles conseguiram entregar um jogo que formou uma grande comunidade ao ser redor, com milhões de horas tendo sido gastas no explorador especial que o estúdio inglês criou.

Lendo tais palavras, talvez eu tenha interpretado a declaração de maneira errada, mas só consigo pensar no quanto a parceria entre a Hello Games e a Sony teve um forte impacto negativo no desenvolvimento. Por um lado o dinheiro colocado na produção permitiu que ela seguisse adiante, mas por outro, como descartar a ideia de que se não fosse pela pressão feita pela editora, o No Man’s Sky teria contado com um tempo de desenvolvimento maior e chegado às lojas muito mais próximo de como está hoje em dia?

Eu não sei se podemos dizer que Sean Murray se arrependeu do acordo, mas essa é a impressão deixada nas entrelinhas do seu comentário e depois de ver o ótimo trabalho que o seu estúdio fez para corrigir o péssimo jogo que tínhamos no lançamento, torço muito para que o novo projeto não precise se submeter às imposições que o dinheiro é capaz de comprar.

The Last Campfire

Vale mencionar que há poucos dias a Hello Games lançou — no PC apenas via Epic Games Store, porque sabe, dinheiro e tal — o seu último projeto, um jogo com uma proposta muito menor chamado The Last Campfire e que aos poucos tem conquistado seus admiradores.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários