Meio Bit » Games » CEO da Take-Two acredita no sucesso do Xbox Series

CEO da Take-Two acredita no sucesso do Xbox Series

Mesmo tendo dúvida sobre algumas apostas da Microsoft, executivo da Take-Two acredita que o próximo console da empresa conseguirá um bom desempenho

16/09/2020 às 8:35

Sempre que uma geração está para chegar, boa parte dos consumidores viram sua atenção para gráficos ou novas tecnologias que podem surgir. Porém, esta é também uma boa oportunidade para as fabricantes de consoles adotarem novas estratégias de negócios e a julgar pelas palavras do diretor executivo da Take-Two, a Microsoft é a empresa que poderá aproveitar melhor o lançamento de novos consoles.

GTA V - Rockstar/Take-Two

Crédito: Divulgação/Rockstar

Após ver a família Xbox One vender menos da metade da base instalada do PlayStation 4 (48 mi  x 113 mi), a Microsoft sabe que, mesmo defendendo a ideia de que eles não se preocupam muito com o número de consoles vendidos, precisa agir para diminuir o domínio da marca rival no mercado. Pois na opinião de Strauss Zelnick, isso deverá acontecer através de uma forte campanha de lançamento para a linha Xbox Series.

Até agora, me parece que as duas estão se aproximando desse lançamento de forma muito agressiva… Em certas partes do mundo, como você sabe, a Sony teve uma posição preferencial da última vez. Acho que a Microsoft está trabalhando muito, muito duro para não ver isso se repetir. Penso que isso será desafiador na Ásia, onde a Sony domina, mas se eu tiver que chutar, acho que a Microsoft se sairá muito bem.

Acho que você verá que [a Sony] será muito agressiva no lado do conteúdo e no lado do marketing. Eles vão se concentrar, como sempre fazem, em buscar uma vantagem no lado do conteúdo. Mas a Microsoft está tentando fazer a mesma coisa; como você sabe, a Microsoft comprou alguns estúdios. Há muitas coisas que eles possuem e controlam. Talvez eles façam mais disso. Eles têm um ótimo balanço.

O comentário do executivo foi feito durante uma entrevista ao site Protocol, onde Zelnick ainda falou sobre a sua incredulidade na importância de um dos pontos em que a Microsoft está apostando, o streaming de jogos. Mesmo não achando que este seja um modelo ruim, já que “qualquer veículo de distribuição que ofereça alta qualidade, eficiência e preços razoáveis seja bom para os negócios,” a Take-Two prefere ter um certo cuidado com a expectativa criada em cima dessas novidades, o que fez com que não desperdiçassem dinheiro com a realidade virtual, por exemplo.

Para ele, o problema dos jogos pela nuvem nem estaria na tecnologia ou na execução, mas na ideia vendida por alguns de que este tipo de distribuição abrirá um novo mercado para pessoas que não se importavam com os games. Além disso, existe o fato de que em muitas partes do planeta esses supostos consumidores não possuem acesso a uma boa rede de internet, então mesmo que eles queiram jogar, mas não possam comprar um console ou PC, será que não esbarrarão na limitação imposta pela infraestrutura local?

Xbox Series X e Xbox Series S (Crédito: Divulgação/Microsoft)

O CEO da Take-Two ainda jogou uma sombra sobre outro serviço considerado um dos carros chefes da Microsoft, o Xbox Game Pass. Mesmo oferecendo duas das criações da Rockstar aos assinantes (Grand Theft Auto V e Red Dead Redemption 2), Zelnick afirmou ter certeza que alguns títulos de ponta não aparecerão no sistema de assinatura e como são eles que nos fazem adquirir um console, será que esse modelo de negócios é tão importante?

Mas a desconfiança do executivo não para aí, já que em outra entrevista ele questionou o quão interessante algo como o Game Pass pode ser para o usuário. A justificativa de Zelnick é de que enquanto num serviço de assinatura de filmes e séries as pessoas gastam cerca de 150 horas por mês, num de jogos são apenas 45 horas. Sendo assim, ele tem dúvida se vale a pena gastarmos US$ 35 por mês para jogarmos apenas dois ou três jogos.

relacionados


Comentários