Meio Bit » Games » Pacaembu abrigará arena de eSports para 100 jogadores

Pacaembu abrigará arena de eSports para 100 jogadores

Empresa responsável pela administração do estádio anuncia a construção da Pacaembu Esports Arena, a maior do mundo para torneios de Battle Royale

23/09/2020 às 9:54

Quando falamos sobre o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o famoso Pacaembu, a primeira coisa que vem à cabeça das pessoas são as partidas de futebol. Porém, em breve o lugar passará a ser conhecido também como a casa dos eSports, já que em um das suas arquibancadas será construída aquela que se tornará a maior arena do mundo especializada no popular gênero Battle Royale.

Pacaembu Esports Arena

Crédito: Divulgação/BBL

Montada através de uma parceria entre a Allegra Pacaembu — que responde como a concessionária que gere o complexo esportivo do estádio municipal — e a holding de entretenimento e esportes eletrônicos BBL, a partir de 2021 a Pacaembu Esports Arena contará com uma instalação improvisada localizada em parte do campo de futebol. Essa será a maneira dos grupos aproveitarem o espaço até 2023, quando a versão definitiva do complexo passará a ficar onde hoje existe a Arquibancada Laranja.

Quando as obras terminarem, os visitantes terão acesso a uma área de 3 mil m² capaz de acomodar dois mil espectadores sentados, além de contar com um palco onde 100 jogadores poderão competir simultaneamente. Outro número que chama a atenção é a dos painéis de LED que permitirão as transmissões de múltiplas partidas simultâneas: no total, serão 482 m² de telas, o que promete transformar o lugar num enorme show de luzes.

Contudo, para isso será necessário que o famoso Tobogã, setor localizado atrás de um dos gols do estádio seja demolido e no lugar seja erguido um novo prédio, onde ainda haverá um centro de convenções para até sete mil pessoas. O projeto deverá custar R$ 95 milhões e o CEO da Allegra Pacaembu, Eduardo Barella, falou sobre como a mudança poderá colocar o estádio novamente em evidência.

É um projeto muito emblemático para a cidade. Estamos há dois anos trabalhando com tanto afinco. O Pacaembu é emblemático para a cidade de São Paulo, não há quem não tenha uma história com ele, amado pelos paulistanos e por todas as torcidas. Queremos trazer o Pacaembu de volta para sua origem. Ele foi concebido na década de 40 como complexo de cultura, esporte e lazer. Queremos voltar ele para os holofotes da cidade.

A expectativa dos envolvidos no projeto é de que, após as reformas, cerca de três milhões de pessoas visitem a Pacaembu Esports Arena anualmente, mas é importante dizer que após a remoção da estrutura temporária, o estádio continuará recebendo partidas de futebol. Também permanecerá no local o Museu do Futebol, espaço fundado em 2008, mas que devido a pandemia do Coronavírus tem sido mantido fechado desde 17 de março.

Para quem não acompanha o meio, tamanho investimento em um projeto como este pode assustar, mas a verdade é que nos últimos anos o mercado de eSports se tornou um negócio milionário. De pilotos de Formula 1 à equipes da NBA, todos querem tirar um pedaço deste bolo e se aqui este é um ramo que ainda está engatinhando, lá fora é possível encontrar até cidades patrocinando equipes dedicadas a torneios de videogame.

Ainda assim, os números relacionados a Pacaembu Esports Arena são mesmo dignos de nos deixar boquiabertos. Só como comparação, em 2017 uma das maiores empresas da indústria inaugurou um espaço parecido em Taiwan, mas com “apenas” 1.652 m² e capacidade para no máximo 500 espectadores, o Blizzard eStadium não chega perto da grandiosidade do que teremos em São Paulo.

Fonte: Lance!

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários