Meio Bit » Games » Stevenage FC, o pequeno time inglês que virou um fenômeno no FIFA 20

Stevenage FC, o pequeno time inglês que virou um fenômeno no FIFA 20

Numa aula de marketing, Burger King ganha exposição e faz com que o Stevenage, da 4ª divisão inglesa, se transforme num dos clubes mais comentados do mundo

24/09/2020 às 9:10

Mesmo quem não acompanha futebol sabe que o esporte envolve cifras astronômicas. Os atletas de elite recebem dezenas de milhões de euros por ano, enquanto várias empresas encaram uma feroz concorrência para estampar suas marcas nas camisas dos principais clubes do planeta. Porém, com um pouco de criatividade e uma aposta agressiva, o Burger King conseguiu contornar esse problema e transformar o modesto Stevenage FC em um dos clubes mais adorados pelos amantes do esporte. Quer dizer, pelo menos no mundo virtual.

Stevenage FC

Crédito: Reprodução/Burger King

Fundado em 1976 e situado no condado de Hertfordshire, o Stevenage Football Club é um time que disputa a Football League Two, que também pode ser descrita como a quarta divisão do futebol inglês. Quase sempre sofrendo para sair da parte de baixo da tabela, é o tipo de clube que dificilmente chamaria a atenção de grandes patrocinadores, mas em 2018 a famosa rede de fast food enxergou ali uma ótima oportunidade.

Na época muitas pessoas não viram sentido em uma companhia deste porte colocar seu logo no uniforme de um time que raramente teria destaque na mídia, um verdadeiro desperdício de dinheiro. No entanto, os responsáveis pelo marketing do Burger King se deram conta de algo simplesmente genial: como na série FIFA os clubes ingleses são fielmente retratados até mesmo na divisão que o Stevenage FC compete, havia espaço ali para exploração comercial.

Foi então que há alguns dias a rede deu início ao #StevenageChallenge, um desafio que pedia para que as pessoas escolhessem o clube no modo Carreira e publicassem nas suas redes sociais lances realizados no FIFA 20, como gols, bolas na trave e dribles. Ao fazer isso os participantes poderiam ganhar desde a entrega grátis dos seus pedidos, até sanduíches.

A brincadeira rapidamente começou a ganhar corpo e junto com ela o Burger King ainda conquistou outra façanha: ver a sua marca sendo associada a superastros como Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar e Mbappé. Isso se deve ao fato de que no modo Carreira do título podemos contratar qualquer jogador para a nossa equipe, bastando conquistar campeonatos e juntar dinheiro suficiente para isso.

Stevenage Challenge

Crédito: Divulgação/Burger King

Desta forma a empresa tem conseguido explorar a imagem de atletas cujo patrocínio certamente lhes custaria alguns milhões de euros, mesmo sem ter lhes pagado um centavo por isso. Ao todo mais de 25 mil gols já foram compartilhados por aqueles que aderiram ao desafio, com muitos deles tendo sido feitos por jogadores que nunca vestirão a camisa do Stevenage FC.

Já para o clube, a campanha fez com que pela primeira vez na história suas camisas esgotassem nas lojas, numa demonstração de que por mais que o plano da patrocinadora seja transformar o parceiro no “maior time online”, muitas pessoas já criaram um carinho por ele mesmo no mundo real.

Ou seja, graças ao poder dos jogos eletrônicos, uma equipe brilhante e a correta utilização das redes sociais, o Burger King conseguiu criar uma das campanhas de marketing mais brilhantes de todos os tempos, algo para ser estudado nas universidades e que provavelmente será copiado no futuro.

FIFA 21 e o famoso Oceânico FC

E enquanto isso, no próximo capítulo da série desenvolvida pela EA Sports… A empresa confirmou os times brasileiros que estarão presente no jogo e novamente há alguns motivos para os torcedores lamentarem. O principal deles é que, devido a eterna disputa pelos direitos de imagem por aqui, todos os clubes do Brasil contarão apenas com atletas genéricos.

Já em relação as equipes presentes no Campeonato Brasileiro, serão 13 + o inusitado Oceânico FC. Incluído no jogo apenas para fazer com que o torneio tivesse um número par de equipes, ele não é baseado em nenhum time e certamente estragará muito da imersão daqueles que pretendem comandar uma das equipes brasileiras, que são elas: Athlético-PR, Atlético-MG, Atlético-GO, Bahia, Botafogo, Ceará, Coritiba, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional e Santos.

Além desses, outros quatro times estarão disponíveis por meio da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana: Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Vasco. O grande problema é que assim como já aconteceu no ano passado, tais clubes não poderão ser utilizados no modo Carreira, já que a presença deles só foi possível devido ao acordo entre a EA e a Conmebol.

Já em relação as demais equipes que disputam o Campeonato Brasileiro, Corinthians, RB Bragantino e Sport, estas e todos os clubes da Série B, estes só poderão ser escolhidas no eFootball PES 2021.

Fonte: Record e ESPN

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários