Meio Bit » Games » Video Game Source Project quer resgatar material de jogos antigos

Video Game Source Project quer resgatar material de jogos antigos

Iniciativa da Video Game History Foundation, o Video Game Source Project visa resgatar código-fonte, artes e documentações usados na criação de jogos

20/10/2020 às 10:14

Por mais absurdo que possa parecer, durante um bom tempo as empresas ligadas aos videogames não fizeram muito para preservar a história de suas criações. Se existe até casos de jogos como o Icewind Dale II, cujo código-fonte simplesmente desapareceu, imagine todos os demais conteúdos relacionados as obras antigas? Pois é aí que entra um iniciativa muito legal da Video Game History Foundation, o Video Game Source Project.

The Secret of Monkey Island (Crédito: Divulgação / LucasArts)

Com ele, a organização fundada por Frank Cifaldi na Carolina do Norte pretende preservar todo tipo de “conteúdo bruto” utilizado na produção de jogos, o que vai desde o código-fonte até artes originais, passando por documentação e demos. Para isso eles tem entrado em contato com desenvolvedoras, editoras e qualquer pessoa que tenha acesso a esses materiais, para que assim o museu possa contar a origem de alguns títulos e tornar os arquivos disponíveis para historiadores dos games.

Primeiro de tudo, [o projeto] é meio que uma convocação a todos de que esta é uma coisa realmente importante e útil. E, pelo menos quando se trata do material mais antigo, ele está morrendo rapidamente,explicou Cifaldi. “Mas penso que, mais importante, queremos normalizar a disponibilidade e o estudo do material fonte dos videogames, porque no momento a fonte dos jogos é um segredo comercial proprietário.

Porém, o codiretor da Video Game History Foundation, Kelsey Lewin, disse estar ciente de que a proposta não fará com que uma enxurrada de empresas decidam abrir mão desse conteúdo e torná-los públicos. Mesmo assim, ele acredita que o projeto poderá ajudar a normalizar a ideia de que algumas pessoas estão interessadas em aproveitar esse material para estudar e principalmente, para contar histórias sobre aquilo que aprendeu com esse conteúdo.

E para dar início ao Video Game Source Project, talvez eles não poderiam ter escolhido título melhor: o The Secret of Monkey Island. Após terem acesso a vários materiais utilizados na criação do clássico adventure, o pessoal da fundação entrou em contato com a Lucasfilm e de maneira um tanto surpreendente, recebeu o aval para que o jogo, que neste mês de outubro completa seu 30° aniversário, fosse o primeiro a ser explorado.

Desta forma, pelos próximos dias o projeto pretende divulgar tudo aquilo que descobriu sobre a produção do jogo e até mesmo revelar cenas que não chegaram a aparecer no produto final e que nem mesmo estava presente no disco, como esta que pode ser vista abaixo.

The Secret of Monkey Island - Video Game History Foundation

Crédito: Divulgação / Video Game History Foundation

Além disso, no próximo dia 30 Frank Cifaldi realizará uma transmissão ao vivo com Ron Gilbert, onde o game designer contará histórias relacionadas ao desenvolvimento do jogo e mostrará artes conceituais, outras cenas delatadas e ainda passará por uma sessão de perguntas e respostas com os espectadores. De acordo com os organizadores, todo o valor arrecadado com a vendas dos ingressos será utilizado na manutenção da Video Game History Foundation, que é uma organização sem fins lucrativos.

Para quem gosta de conhecer os bastidores do desenvolvimento de jogos ou simplesmente se interessa pela história dos games, esta é uma iniciativa fantástica e que só por dar espaço às pessoas que lá atrás fincaram os pilares da indústria, já merece todo o apoio. Resta saber como os detentores dos direitos sobre os clássicos lidarão com a proposta, mas dada a maneira respeitosa como a fundação tem tratado o passado, acredito que eles serão bem recebidos.

Só para você ter uma ideia do que esse pessoal é capaz, foram eles os responsáveis por resgatar um SimCity e o Days of Thunder que estavam sendo criados para Nintendinho, mas que nunca foram lançados, assim como mostrar de maneira muito bacana como o Aladdin para Mega Drive foi desenvolvido. Aliás, vale muito a pena dar uma olhada no blog da Video Game History Foundation, pois há muito material de qualidade por lá.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários