Meio Bit » Games » Jogador usa zumbis para combater bots no World of Warcraft

Jogador usa zumbis para combater bots no World of Warcraft

Após se deparar com um grupo de botters, um jogador do World of Warcraft decidiu usar uma praga que invadiu o jogo para combater os robôs

19/11/2020 às 8:31

Uma das coisas que acho mais fascinante em um MMO, é como eles nos permitem usar suas mecânicas de maneiras que nem os desenvolvedores imaginaram. Assim os jogadores podem levar a ideia de interpretação de papéis a um outro nível, fazendo com que a experiência possa ser ainda mais imersiva e divertida. Veja por exemplo o caso de um jogador de World of Warcraft que tem se dedicado a caçar "botters".

World of Warcraft

A invasão dos Flagelos (Crédito: Divulgação/Blizzard).

Mas antes de falar sobre a maneira encontrada por Moxxface para fazer justiça com as próprias mãos, vale uma explicação. Em um jogo como o grande sucesso da Blizzard, os bots (ou AFK gaming, ou ainda autoplaying game client) é uma ferramenta utilizada por algumas pessoas para fazer com que um personagem realize diversas ações sem que elas precisem estar jogando.

Embora sejam proibidos pela licença de uso do World of Warcraft, eles podem ser encontrados em diversas áreas do jogo, geralmente com os macros configurados para eles fazendo com que incansavelmente repitam tarefas maçantes, como pegar ouro derrubado por inimigos derrotados ou tentando encontrar itens cujas taxas de queda são muito baixas.

Os criadores de MMOs estão sempre caçando os usuários dessa tática, pois essas “máquinas” acabam afetando toda a economia do jogo e se tornam ainda pior quando aqueles que a utilizam recorrem a uma prática conhecida como multi-boxing. Elas consiste em controlar diversos personagens ao mesmo tempo, para assim diminuir consideravelmente o tempo necessário para obter os itens que a pessoa procura.

Bom, aí chegamos ao Morte Ascendente, evento que a Blizzard está realizando para preparar os jogadores para o lançamento da expansão Shadowlands. Assim como aconteceu em 2006, ele consiste de uma invasão dos Flagelos, que é uma das três facções zumbis que habitam Azeroth. Apontada como uma das maiores ameaças a aquele mundo virtual, cabe aos jogadores tentar resistir aos mortos-vivos ou sucumbir e ser transformado em um deles. O detalhe é que se isso acontecer, a pessoa poderá infectar outros jogadores, fazendo com que os zumbis se espalhem como uma praga.

Pois é aí que entra a brilhante ideia do nosso herói conhecido como Moxxface. Mais um indignado com a deslealdade daqueles que se valem de botters para ter algum lucro no jogo, o sujeito decidiu aproveitar o fato de ter sido infectado para explorar as limitações dos robôs e partiu para cima deles. Normalmente, ao serem derrotados esses personagens apenas tratam de ressuscitar e voltar para a atividade que foram programados, mas como ao serem contaminados pela praga eles não estão realmente mortos, acabam ficando travados e assim interrompem a “cadeia de produção” do seu dono.

Conforme pode ser visto no vídeo publicado pelo autor, a partir de um determinado momento temos uma pessoa xingando o responsável por disseminar a praga entre os bots, com ela ainda se achando no direito de continuar burlando as regras do World of Warcraft, para logo depois tirar o seu exército de cena — e muito provavelmente apenas levá-lo para outro lugar.

Como sempre digo em casos de jogos online invadidos por trapaceiros, esse é o tipo de coisa que pode prejudicar profundamente a experiência das pessoas e até fazer com que elas nunca mais queiram se aventurar neles novamente. Porém, sem querer defender essa gente aqui, mas no caso de um MMO eu até consigo entender quem recorre a bots, já que existe toda uma indústria de coleta e venda de itens em jogos do gênero, com pessoas lucrando muito com isso.

É por isso que neste caso específico acho que o erro por parte da empresa que cuida do jogo é ainda maior. Em sua essência, não estamos falando de alguém que está usando uma ferramenta para ter vantagem num confronto contra outro jogador, como saltar mais alto, enxergar através da parede ou ter a mira melhorada. Aqui o objetivo é unicamente o lucro e enquanto a desenvolvedora não for capaz de bater duramente neste pessoal, eles jamais abandonarão essas minas de ouro virtuais.

Fonte: Wowhead

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários