Meio Bit » Games » Gabe Newell declara apoio à CD Projekt Red

Gabe Newell declara apoio à CD Projekt Red

Fundador da Valve diz simpatizar com situação conturbada em que a CD Projekt Red se encontra e que acredita que a empresa polonesa reverterá este cenário

45 semanas atrás

Nas últimas semanas vimos quase todo mundo dando sua opinião sobre um dos jogos mais aguardados dos últimos tempos, o Cyberpunk 2077. Mas enquanto boa parte dos jogadores tem criticado duramente o estado em que o jogo da CD Projekt Red foi lançado, da lado dos desenvolvedores temos visto alguns comentários indo no caminho contrário, com profissionais da indústria mostrando solidariedade com o estúdio polonês.

Gabe Neewell ❤️ CD Projekt Red

Crédito: Dori Prata

Um dos primeiros a declarar apoio ao criadores do RPG futurista foi Masahiro Sakurai, criador da série Super Smash Bros. Através de uma coluna publicada na revista Famitsu, o game designer não poupou elogios ao Cyberpunk 2077 e disse que nem consegue imaginar o trabalho que a equipe teve para conseguir entregar um projeto deste tamanho. Além disso, ele mostrou-se bastante impressionado com a política de devoluções adotada pela CD Projekt CD, um tipo de sinceridade sobre a qual ele nunca tinha ouvido.

Outro que saiu em defesa tanto do jogo quanto da desenvolvedora foi Gabe Newell, cofundador da Valve. Ao conversar com o canal neozelandês TVNZ, o executivo aproveitou para dizer que achou algumas partes do jogo “simplesmente brilhantes” e que acredita que esta situação mudará com o passar do tempo.

Tenho muita simpatia por uma situação em que todos os desenvolvedores de jogos se encontram. Tudo o que sei é que há muitos jogadores felizes no espaço do PC, que é onde somos mais visíveis. É injusto atirar pedras em qualquer outro desenvolvedor, porque simplesmente lançar algo tão complexo e ambicioso é incrível.

As pessoas ficam loucas porque elas se importam. Quando as pessoas têm esses tipos de reações, meu primeiro pensamento é que esta é uma oportunidade para nós e presumo que os desenvolvedores do Cyberpunk 2077 estejam usando isso da mesma forma, para fazer melhorias que serão benéficas para os seus consumidores. Eles possuem um longo histórico de fazer um grande trabalho, de continuar investindo em seus produtos ao longo do tempo e suspeito que serão muito bons em fazer seus consumidores felizes com o tempo.

Newell seguiu dizendo que criar expectativa é algo que está enraizado na indústria de games e que se uma empresa não conseguir entregar aquilo que o público espera, ele fará com os criadores do jogo saibam. Por fim, o executivo ainda mostrou surpresa com a decisão da Sony de remover o Cyberpunk 2077 da PlayStation Store. Para ele, esta é uma abordagem incomum por parte da fabricante, mas preferiu não falar muito sobre o assunto por não conhecer detalhes do problema.

Alguns poderão dizer que Gabe Newell foi corporativista ao defender a CD Projekt Red, mas por tudo o que vemos ser dito na internet quando um jogo não atinge o nível de expectativa esperado, eu consigo entendê-lo. No caso específico do Cyberpunk 2077, temos que lembrar que profissionais envolvidos na criação do jogo chegaram a ser ameaçados quando o lançamento sofreu um adiamento em cima da hora, sem falar na bagunça que foi o próprio desenvolvimento.

Pois este é um problema que de fato nenhum profissional da indústria está imune, pois se até outro dia a CD Projekt Red era vista por muitos como uma das melhores desenvolvedoras do mundo, bastou um (grande) deslize para destruir a reputação da empresa. E ainda pior do que isso, servir como desculpa para que alguns ignorantes saíssem à caça daqueles que ganham a vida tentando nos entregar o melhor jogo possível.

Ao dizer isso, não quero inocentar a companhia polonesa, pois eu mesmo fui um que ficou extremamente decepcionado com o estado em que o jogo se encontra nos consoles da geração passada. Porém, isso não quer dizer que eu compactue com ataques que vão muito além de críticas em relação a maneira como o projeto foi gerenciado. Aliás, acho que o alvo — e repito, de críticas, não de ataques — deveria ser mesmo o alto escalão da desenvolvedora, até porque o CEO da empresa já admitiu que o erro foi da parte deles.

E em nota levemente relacionada… na mesma entrevista Gabe Newell voltou a afirmar que a Valve possui alguns títulos em desenvolvimento que não foram anunciados e mesmo tendo se negado a revelar quais são, ele declarou que “é divertido lançar jogos.” Este por sinal é um mantra que o executivo tem repetido quase que anualmente, mas desta vez existe algo que teria ajudado a renovar a motivação da sua equipe: o Half-Life: Alyx.

Segundo Newell, o jogo se saiu muito bem e ter voltado a criar um título focado no singleplayer fez com que os profissionais que atuam por lá sentissem vontade de produzir mais. Resta saber no que eles estariam trabalhando e quanto tempo teremos que esperar para ver o lançamento destes projetos.

Tendo sido o primeiro capítulo da franquia em 13 anos, o Half-Life: Alyx foi muito bem recebido tanto pela mídia quanto pelo público e é exclusivo para realidade virtual, o que fez com que muitas pessoas investissem na aquisição de um desses dispositivos.

Fonte: VG247

relacionados


Comentários