Meio Bit » Games » Starfield e o benefício de se tornar um exclusivo

Starfield e o benefício de se tornar um exclusivo

Executivo da Bethesda pede desculpa pela ausência do Starfield no PS5, mas diretor afirma que isto deverá fazer com que o jogo se torne melhor

18/06/2021 às 8:28

Mesmo com a alta cúpula da Bethesda garantindo que a venda para a Microsoft não resultaria no fim da publicação de jogos nas plataformas PlayStation, sempre houve a desconfiança de que esta “generosidade” não duraria para sempre. Então, durante a conferência da Gigante de Redmond na E3 2021 eles apresentaram um pouco do promissor Starfield e enfatizaram que os interessados no jogo espacial precisarão de um PC ou um Xbox Series S|X para jogá-lo.

Starfield

Crédito: Divulgação/Bethesda

A confirmação deve ter desagradado muitas pessoas que investiram ou pretendem investir na aquisição de um PlayStation 5 e para elas, o Vice-Presidente de Marketing e Comunicação da Bethesda usou uma conversa com o pessoal do Gamespot para pedir desculpas pela situação. Dizendo também ser um jogador do console e que pretende continuar jogando nele, Pete Hines reconheceu o quanto a novidade pode ser frustrante, mas que não há muito o que ele possa fazer em relação a isso.

Não poder levar um jogo tão aguardado quanto o Starfield para o maior número possível de consumidores certamente é algo que nenhuma desenvolvedora gostaria, mas há pelo menos uma pessoa que parece estar tentando enxergar o copo meio cheio nesta história. Seu nome? Todd Howard.

Ao conceder uma entrevista, o diretor do projeto chegou a dizer que deseja que todos possam jogá-lo de alguma forma, dando a entender que a exclusividade nos consoles pode ser temporária ou que o Xbox Cloud Gaming poderá ser uma alternativa para quem não possuir uma das plataformas em que ele estará disponível.

Além disso, Howard defendeu o quanto a sua equipe estar dedicada a uma quantidade menor de plataformas pode fazer com que o Starfield se mostre um jogo muito melhor — além de aproveitar para dar uma boa bajulada nos novos patrões, é claro.

Você nunca quer deixar as pessoas de fora, certo? Mas no fim das contas, é a sua capacidade de se concentrar e dizer que este é o jogo que quero fazer, estas são as plataformas em que quero que ele esteja e ser capaz de me apoiar nelas resultará em um produto melhor. Ao focar nestas plataformas, você realmente se inclina muito em fazer do jogo o melhor que pode para estes sistemas. […] E acreditamos muito em todos os caminhos que a [divisão] Xbox e a Microsoft estão traçando para levar os jogos a mais pessoas.

Mas se esta exclusividade nos consoles deverá ajudar o desenvolvimento do Starfield, o mesmo pode ser dito sobre outro jogo da empresa que aparecerá apenas no videogame da concorrente. De acordo com Hines, quando sua empresa decidiu “fazer uma parceria com a Sony para o Deathloop e aquele jogo se tornou exclusivo daquela plataforma, o desenvolvimento se tornou mais simplificado,” porque eles puderam se concentrar apenas no PS5 e no PC.

Já em relação a ter o Starfield nas mãos da maior quantidade possível de pessoas, se considerarmos o fato de que — assim como todos os demais jogos publicados pela Microsoft — ele será disponibilizado aos assinantes do Game Pass no dia do seu lançamento, a afirmação imediatamente deixa de parecer um exagero. Some a isso o ambicioso plano de colocar a marca Xbox em diversos dispositivos eletrônicos e a ausência de jogos da Bethesda nos consoles da Sony e da Nintendo realmente se torna um pouco menos impactante.

Curiosamente, a linha de raciocínio defendida agora por Todd Howard é diferente do que ele disse em outubro de 2020, quando o game designer afirmou ser difícil imaginar que o The Elder Scroll VI poderia ser exclusivo do Xbox Series. Tudo bem, a exclusividade do Starfield não necessariamente quer dizer que o seu irmão mais focado na fantasia receberá o mesmo tratamento, mas será que alguém ainda tem esperança de que tal jogo aparecerá no PS5?

Starfield está previsto para chegar ao Xbox Series S|X e PC no dia 11 de novembro de 2022.

Fonte: PCGamer

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários