Meio Bit » Entretenimento » Final Fantasy IX e a animação que eu não sabia que queria

Final Fantasy IX e a animação que eu não sabia que queria

Estúdio francês produzirá animação baseada no Final Fantasy IX e projeto empolga por ser o capítulo da série mais indicado para este tipo de adaptação

17 semanas atrás

Se realizarmos uma pesquisa entre os fãs da série Final Fantasy questionando qual capítulo eles desejariam que fosse transformado numa série de animação, acredito que o primeiro lugar provavelmente ficaria entre o sexto e o sétimo jogo. Agora, e se eu te disser que uma adaptação nestes moldes está sendo produzida, mas para aquele que considero entre os títulos mais subestimados da franquia, o Final Fantasy IX?

Final Fantasy IX

Crédito: Reprodução/John-Lozano/DeviantArt

Pois esta é justamente a notícia que começou a circular nos últimos dias e embora ainda faltem alguns detalhes sobre a produção, como por exemplo quantos episódios serão criados ou se a animação será distribuída em vários países, já sabemos que ela ficará sob a responsabilidade da Cyber Group Studios, mas com a supervisão da própria Square Enix.

Pouco conhecido fora da França, este estúdio tem atuado há muito tempo na criação de animações (2D e 3D) voltados para um público mais novo e já trabalhou com a editora japonesa no passado, quando criou um desenho animado baseado no jogo Mini Ninjas. No momento a produtora está terminando um projeto baseado na bíblia e por isso a criação desta adaptação do Final Fantasy IX só deverá ter início no final deste ano ou no início de 2022.

Ao falar sobre a oportunidade, o CEO do Cyber Group Studios, Pierre Sissmann, afirmou que o desenho funcionará como uma introdução para aqueles que já estão familiarizados com o jogo e uma porta de entrada para aqueles que não o conhecem. Já em uma nota co-assinada por Sissmann, o diretor de operações Dominique Bourse deu a seguinte declaração:

Estamos honrados e entusiasmados por participar com os nossos amigos da Square Enix em uma aventura tão grandiosa. A oportunidade de alcançar um público grande com centenas de milhões de fãs ao redor do mundo, assim como um novo público tanto de crianças quanto de adultos, é um desafio imenso do qual nos sentimos extremamente orgulhosos. É um sonho se tornando realidade para as nossas equipes na França e nos Estados Unidos, e já estamos ansiosos para criar uma grande peça de entretenimento que respeite esta marca fantástica.

Para quem não conhece muito bem a franquia, pode ficar a dúvida sobre porque os envolvidos optaram por este capítulo, mas é justamente ao olharmos para o estilo do Final Fantasy IX que a escolha se torna bem evidente. Além de ter sido o título que trouxe a série de volta às suas raízes, deixando de lado a atmosfera mais futurista dos dois antecessores, ele contava com um enredo mais leve e que, pelo menos na teoria, se encaixaria perfeitamente num desenho animado.

Contando com um dos elencos de personagens mais memoráveis de toda a franquia, nele assumíamos o papel de Zidane Tribal, um ladrão que com a ajuda da Tantalus Theater Troupe, recebe a missão de sequestrar a princesa Garnet. O que eles não sabiam era que a herdeira ao trono de Alexandria já planejava deixar o castelo e após uma série de eventos, ela convence o protagonista e seus amigos a entrarem numa jornada para derrubar a Rainha Brahne, mãe da garota e responsável por ter iniciado a guerra entre dois reinos.

Contudo, mesmo com uma narrativa mais branda e ambientação mais alegre que a de outros capítulos da série, o que muitos devem estar se perguntando é como os franceses farão para abordar os temas mais delicados presentes no jogo, já que o Final Fantasy IX também toca em assuntos como morte, guerras e até genocídio. O mais provável é que a adaptação evite entrar nesses debates, sendo apenas levemente inspirado pelo original.

Crédito: Divulgação/Square Enix

De qualquer forma, esta deverá ser uma ótima oportunidade para apresentar um excelente jogo a uma quantidade muito maior de pessoas. Eu nunca entendi muito bem a maneira como o último Final Fantasy a aparecer no PlayStation foi tratado com um certo desdém pelas pessoas e apesar da sua lista de admiradores ter aumentado com o passar dos anos, sempre tive a impressão de que ele merecia mais reconhecimento.

Estamos falando do capítulo melhor avaliado em uma franquia que recebeu uma infinidade de lançamentos, mas que mesmo assim está longe de ser um dos mais vendidos. É bem verdade que obter os números atualizados do seu desempenho comercial não é uma tarefa das mais fáceis, mas se considerarmos uma lista elaborada por fãs, o Final Fantasy IX seria apenas o 22º colocado, com pouco mais de 5,7 milhões de cópias vendidas. Já no site VGChartz ele aparece na 12ª posição, o que ainda assim me parece pouco.

Quanto a adaptação, resta saber se ela estará oficialmente disponível por aqui, mas considerando as palavras dos executivos do Cyber Group Studios; a popularidade da marca; e o fato de que algumas animações baseadas em games, como a do Castlevania ou a do Dragon’s Dogma fizeram este caminho, tenho uma forte esperança de que um dia poderemos ver como a saga de Zidane e cia ficou na forma de um desenho animado.

Fonte: Kidscreen

relacionados


Comentários