Meio Bit » Games » Hot Wheels Unleashed — Pequenos e Furiosos

Hot Wheels Unleashed — Pequenos e Furiosos

Conseguindo recriar muito bem a experiência do brinquedo real, Hot Wheels Unleashed é um jogo para todas as idades e com um fantástico editor de pistas

28/09/2021 às 12:49

Pouco antes de nascer meu filho foi presenteado com o Hot Wheels. Eu nunca tinha dado muita atenção para aquelas miniaturas, mas a partir daquele momento os carrinhos se tornaram quase uma obsessão, pois passei a comprar uma ou duas unidades sempre que os via numa loja. Hoje o garoto tem uma gaveta repleta deles, várias pistas e acessórios, mas havia uma pergunta que eu sempre me fazia: quando teríamos um jogo verdadeiramente bom que recriasse a experiência do brinquedo? Pois a reposta chegou e ela se chama Hot Wheels Unleashed.

Hot Wheels Unleashed

Crédito: Divulgação/Milestone

Depois de vários títulos com qualidade duvidosa, coube à Milestone a oportunidade de uma nova tentativa e por se tratar de uma desenvolvedora especializada em jogos de corrida, a expectativa era grande. O que jogava alguma desconfiança no projeto era o fato do estúdio situado em Milão ter se dedicado por muitos anos a experiências mais voltadas para a simulação (especialmente de motos), mas pelo jeito a liberdade criativa proporcionada por uma linha de brinquedos fez bem à equipe.

Qualquer pessoa que já tenha brincado com pistas de Hot Wheels sabe que a graça está no quão absurdos podem ser os percursos que criamos e com este jogo os italianos conseguiram reproduzir muito bem esta sensação. Encarar uma corrida em Hot Wheels Unleashed é como estar em uma montanha-russa em miniatura, com as curvas impossíveis, loopings e obstáculos nos fazendo ficar grudados na cadeira.

Outro ponto a ser elogiado no jogo é a sensação de velocidade, muito acima do que costumamos ver em outros jogos do gênero e casando perfeitamente com a proposta dos carrinhos de metal. Também contribui para isso o fato de não haver quedas na taxa de atualização de quadros, com as corridas sempre acontecendo a 60 FPSs — ao menos na versão que testei, que foi aquela para o PlayStation 5.

Crédito: Divulgação/Milestone

Corridas, moedas e loot boxes

Disposto por um extenso mapa que lembra aqueles tapetes infantis que reproduzem as ruas de uma cidade, o modo principal do jogo é o Hot Wheels City Rumble, com cada corrida desbloqueando caminhos que nos levarão a desafios cada vez mais difíceis. O jogo nos colocará para correr em dezenas de pistas e embora exista apenas seis cenários (com mais estando previstos para serem lançados através de passes de temporada), a variedade dos traçados ajuda a trazer um ar de novidade às provas.

É muito legal disputar uma corrida por um prédio em construção ou pelas salas de uma escola, com todos os objetos obviamente sendo muito maiores do que os carrinhos. Esse tipo de abordagem não é novo, com o Hot Wheels Unleashed parecendo uma evolução daquilo que tínhamos há várias décadas com a série Micro Machines. Ainda assim, o nível de detalhes proporcionado pela tecnologia atual e o nível de detalhamento visual faz com que as corridas em miniatura sejam divertidas do que nunca.

Porém, conforme avançamos pelas corridas nos deparamos com uma escolha de design que certamente desagradará muitas pessoas. O problema é que ao cumprirmos as exigências impostas pelas provas seremos premiados com engrenagens e moedas, e enquanto o primeiro servirá para melhorarmos os carrinhos, será com o segundo que os desbloquearemos.

Ao todo teremos mais de 60 miniaturas à nossa disposição e para termos acesso a cada uma delas teremos que recorrer a sorte. Valendo-se do sistema de loot boxes, em Hot Wheels Unleashed não saberemos qual carrinho será desbloqueado ao adquirimos uma dessas caixas e para piorar a situação, existe a possibilidade de encontrarmos um modelo que já tínhamos.

O jogo tenta amenizar o problema ao nos permitir vender os carrinhos da nossa coleção, mas eles obviamente renderão menos do que o valor necessário para abrir uma nova caixa, que é de 500 moedas. Existe também as ofertas temporárias e com elas até sabemos o que compraremos, mas normalmente esses modelos nos custarão salgadas 1200 moedas.

Teoricamente, esta seria uma maneira da Milestone aproveitar as microtransações nos jogos, com as moedas podendo ser adquiridas com dinheiro real, mas pelo menos por enquanto isso não é possível. Mesmo assim, é frustrante você querer um determinado carro e não ter a possibilidade de adquiri-lo quando quiser, o que se torna ainda pior quando percebemos o tempo que leva para juntar a quantia necessária apenas para girar essa “roleta”.

Crédito: Divulgação/Milestone

Uma inteligência artificial muito... elástica

Ao contrário do que muitos poderiam imaginar, Hot Wheels Unleashed não é um jogo onde temos acesso a diversos power-ups, como acontece na série Mario Kart, por exemplo. Aqui teremos apenas alguns trechos nas pistas que nos darão um acréscimo temporário de velocidade.

Outra maneira de nos tornarmos mais rápido é acionando o turbo, sendo que para algumas carros ele estará disponível na forma de uma barra, que pode ser acionado enquanto quisermos; ou através de um conjunto de bolinhas, que serão consumidas até o fim. E para termos acesso ao turbo teremos que preencher essa “energia”, o que acontecerá conforme derraparmos nas curvas.

Sem termos itens que poderiam mudar completamente uma corrida, restará aos corredores colocar suas habilidades a prova e aí temos algo que dividirá opiniões entre os jogadores, já que competir contra o computador será um exercício de muita paciência e atenção.

Isso porque exceto no nível mais baixo de dificuldade as corridas serão bastante difíceis, com qualquer equívoco podendo resultar no fracasso. Isso se deve a uma prática relativamente comum em jogos de corrida que é Rubber Band AI, algo que poderia ser traduzido como inteligência artificial elástica. Entrando em ação sempre que o jogador está liderando a corrida, o recurso é uma tentativa de fazer com que a prova não se torne muito fácil e para isso os carros controlados pela máquina se tornam muito mais rápido do que o normal, mantendo-se próximos ao primeiro colocado.

Para algumas pessoas este é um recurso válido, pois faz com que o desafio se mantenha alto durante toda a corrida. Já para outras não passa de uma solução preguiçosa, uma trapaça que acaba estragando a experiência.

Mas independentemente de em qual lado você estiver nesta discussão, quanto mais avançar pela campanha do Hot Wheels Unleashed, mais sofrerá com o desafio imposto pelo computador. Uma saída é diminuir este nível de dificuldade, mas como ela não atuará nas provas contra o relógio, cedo ou tarde você perceberá o quanto preciso na direção terá que ser para conseguir vencer.

Hot Wheels Unleashed

Crédito: Divulgação/Milestone

Um mundo de possibilidades

Se contasse apenas com o conteúdo oferecido pela Milestone, o Hot Wheels Unleashed já conseguiria nos entreter por bastante tempo, mas o estúdio implementou dois recursos que farão com que o valor replay do jogo seja praticamente infinito.

O primeiro deles é a possibilidade de editarmos a aparência dos carrinhos, onde poderemos escolher desde a cor de parte específicas até o tipo de pintura a ser utilizada. Quer deixar a parte de baixo com aparência de plástico? Sem problema. Mudar a cor dos vidros? Também é possível. E a dúvida entre ter a carroceria com uma tinta cheia de flocos de metal ou com um tom acetinado?

Com os carrinhos sendo extremamente detalhados (e idênticos aos que encontramos nas lojas), as possibilidades são imensas, sendo que ainda poderemos enchê-los com adesivos e após chegarmos ao resultado que considerarmos satisfatório, compartilhar com os outros jogadores. Só senti a falta de uma casa de leilões onde, assim como na franquia Forza, poderíamos vender nossas criações e termos uma maneira de agilizar a compra das malditas caixas surpresa.

Já a segunda ferramenta — e ainda mais sensacional — é aquela que nos permite criar pistas. Oferecendo uma infinidade de opções e um nível de liberdade raramente visto em jogos de corrida, no editor podemos criar todo o tipo de maluquice, de trechos magnetizados que nos permitirão correr de cabeça para baixo até rampas, loops e barreiras.

O jogo ainda nos permitirá fazer diversas alterações nos pedaços disponíveis, como por exemplo mudar a cor, trocar o guardrail ou adicionar placas de sinalização. Além disso, ainda teremos acesso a módulos especiais que replicam aqueles vendidos pela Mattel, como um que coloca uma aranha para jogar teias na pista ou outro em que um enorme robô fará as faixas da pista nos deixarem mais rápidos ou mais lentos.

No entanto, criar traçados no editor do Hot Wheels Unleashed não é uma tarefa das mais fáceis. Com os pedaços das pistas podendo ser esticados e torcidos, muitas vezes levaremos muito tempo para chegar ao resultado que desejamos, com o processo de correção sendo mais complicado do que deveria.

Mas apesar de ser um tanto frustrante, especialmente no início, é impossível deixar de reconhecer o quão robusto é o editor presente no jogo e caso você não se sinta à vontade para utilizá-lo, saiba que ao menos ele permitirá que outras pessoas criem pistas muitas legais e que poderão ser baixadas por qualquer um.

Crédito: Divulgação/Milestone

Um brinquedo para crianças e adultos

Hot Wheels Unleashed é um jogo que consegue algo raro, que é além de entregar uma experiência que respeita suas origens, ter um bom nível de dificuldade para os mais velhos — embora de uma maneira um tanto desleal — e ser acessível às crianças. No caso dos pequenos, o que poderá desagradá-los são as provas contra o tempo presente na campanha principal, onde uma corrida praticamente perfeita será necessária para as concluirmos dentro do limite estipulado.

E seja para aqueles que gostam de um título com uma jogabilidade arcade, seja para quem adora os carrinhos e pistas da Mattel, este é um jogo com bastante conteúdo e que poderá se tornar ainda melhor com o passar do tempo. Contudo, devido ao seu ótimo editor, é provável que a própria comunidade nos proporcione pistas muito interessantes e desafiadoras.

Só é uma pena que a Milestone tenha bloqueado as miniaturas atrás de caixas que serão abertas às cegas e por mais que no fim das contas ficaremos presos a um ou outro carrinho, tenho certeza de que boa parte das pessoas vão querer completar a coleção com todos que estiverem disponíveis.

Hot Wheels Unleashed — Ficha Técnica

Plataformas Disponíveis: PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Nintendo Switch, Xbox One e Xbox Series S|X;

Desenvolvedora: Milestone;

Distribuidora: Milestone;

Data de lançamento: 30/9/21.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários