Meio Bit » Hardware » Teclado sem fio Logitech K400 Plus: vai bem com a TV ou videogame — Review

Teclado sem fio Logitech K400 Plus: vai bem com a TV ou videogame — Review

O teclado sem fio Logitech K400 Plus funciona bem com TVs e consoles de videogame, mas fica devendo em ambientes de produção

30/09/2021 às 11:21

O Logitech K400 Plus é um teclado sem fio que não esconde sua vocação de ser um produto simplificado. Ele é vendido pela fabricante como um acessório voltado principalmente para controlar periféricos sentado no sofá, seja um PC ligado ao televisor, uma Smart TV compatível ou um console de videogame.

Embora leve, barato, com teclas multimídia e um trackpad embutido, ele fica devendo em funções para uso em ambientes de produção, dada a ausência do suporte a múltiplas conexões, e também por não ser compatível com Bluetooth.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Como o Logitech K400 Plus se sai em diversos cenários? Eu o testei por duas semanas e conto o que achei dele a seguir.

Nota de transparência

Desde 2004, o Meio Bit publica análises opinativas com o intuito de ajudar os leitores a tomarem sua própria decisão de compra, seja de um gadget, um game ou um serviço/software/app. Nós somos francos em nossas opiniões e destacamos pontos positivos e negativos de igual maneira, não importando a natureza dos produtos, de modo a manter a integridade e transparência do site.

Ninguém externo à redação do Meio Bit teve acesso a este review de forma antecipada, bem como não houve qualquer tipo de interferência, pagamento ou direcionamento da Logitech, ou de terceiros, em relação ao seu conteúdo.

O teclado sem fio Logitech K400 Plus foi adquirido pelo autor.

Design

O K400 Plus é um teclado pensado para ser usado na sala de estar por adultos e crianças, o que explica ele ser bastante compacto. Com apenas 35 cm de largura e 390 g de peso, contando com as duas pilhas AA, ele apresenta um design enxuto e sem firulas, com teclas no padrão ABNT pequenas e bem próximas.

O Enter é bem estreito, enquanto que as setas cumprem também as funções de Page Up, Page Down, Home e End. As teclas Insert e Delete foram para o topo, junto com as demais de função, e não há teclado numérico dedicado.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Há algumas decisões de design que a Logitech já havia usado antes em seus teclados sem fio, como o K400r. Uma delas é a tecla dedicada ao botão direito do mouse, no topo esquerdo do gadget, acima do ESC. Ela funciona como um atalho para quem utiliza tanto o mouse com o trackpad, a fim de ser um recurso útil em produtividade.

Falando no trackpad, ele continua posicionado à direita e conta com duas teclas dedicadas, mas a novidade é o reposicionamento das teclas de controle de volume. No K400r elas ficavam acima das teclas de função, mas agora ficam melhores posicionadas, ao alcance direto da mão direita.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

O trackpad em si é espaçoso, considerando o tamanho reduzido do K400 Plus, e não há muito o que inventar aqui, no fim das contas. A tecla Power, presente no K400r, aqui virou função a ser ativada com a combinação da tecla Fn + Insert; as teclas de função, por sua vez, têm usos padrão com atalhos bem usados com o Android, como Menu, Pesquisar, Voltar e etc.

Por fim, o K400 Plus possui uma inclinação fixa de 3º, por não trazer pernas dobráveis. Mas como a ideia é apoiá-lo no colo, incluí-las não faria sentido.

Usabilidade e conectividade

O Logitech K400Plus é alimentado com 2 pilhas AA, que são enviadas junto com o teclado. O slot acomoda também o receptor USB, peça essencial para usar o gadget com qualquer dispositivo que o usuário possua e seja compatível.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

O alcance do sinal, que usa um protocolo proprietário de 2,4 GHz, é de até 10 metros em condições ideais, e pode variar com a disposição de móveis, paredes e etc, mas no geral é muito estável e não falhou nenhuma vez.

Falando da usabilidade em si, a digitação no K400 é bem confortável, mesmo com as teclas pequenas e próximas. Elas não fazem muito barulho, mas por outro lado, a ausência de retroiluminação não favorece seu uso com a sala de estar no escuro, mesmo que isso aumente a autonomia de uso, que de acordo com a Logitech, é de 18 meses por par de pilhas.

O trackpad, por sua vez, é menos sensível do que o normal, o que é compreensível, visto que ele é voltado para uso na sala e não no escritório. O movimento de scroll pode ser ativado com dois dedos, ou apenas um enquanto pressiona a tecla Fn.

Falando da conectividade, a Logitech diz que o teclado é voltado para uso com Windows e Android, especificamente em casos onde o PC está ligado a uma TV, ou dispositivos Android TV, sejam Smart TVs ou set-top boxes com entradas disponíveis.

Ele também suporta macOS, Linux e Chrome OS, mas sendo bem franco, você não vai querer usar o K400 Plus como ferramenta de produção, e dependendo do cenário, não vai conseguir. Primeiro, ele não possui Bluetooth, o que de cara exclui iPhones, iPads, celulares e tablets Android. Se o dispositivo conectado não reconhecer o receptor USB, ou não possuir portas disponíveis, nada feito.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Na hora de usar com desktops não-Windows, mais alguns problemas. Enquanto todas as teclas funcionam perfeitamente com o SO da Microsoft, algumas funções não se traduzem muito bem nos sistemas da Apple, ou nas distros do pinguim.

Curiosamente, a Logitech não prevê cenários onde ele seja usado em outros sistemas fora do Windows ou Android, mas ele funciona bem se conectado diretamente a uma TV, no caso rodando webOS. No meu caso particular, eu adquiri este teclado para conectá-lo ao PS5, principalmente para digitar mensagens durante jogos em que a comunicação por texto é importante.

Um bom exemplo é Final Fantasy XIV, que por ser um MMORPG bastante focado no trabalho em equipe, seja com jogadores aleatórios pareados em dungeons, ou em conversas com amigos e companheiros das Free Companies, é essencial ter um teclado à mão mesmo jogando com um controle. Digitar pelo joystick é um tormento, e em um game onde é preciso manter diálogos constantes, esta é uma opção menos que o ideal.

Nesse cenário, o Logitech K400 Plus oferece um bom ganho de performance, pois dispensa a navegação entre menus com o controle. No meu caso em particular, problemas de incompatibilidade com teclas e funções específicas do Windows não incomodam de maneira alguma.

A meu ver, o Logitech K400 Plus é um bom teclado para digitar mensagens em jogos e em redes sociais, navegar na web e responder e-mails, estando refestelado no sofá. Para um cenário de produção ele é um produto aquém do necessário, pela falta de compatibilidade com Bluetooth e não suportar múltiplas conexões, já que apenas o gadget em que o receptor estiver conectado pode usá-lo.

Software e extras

Software Logi Options (Crédito: Reprodução/Meio Bit)

Software Logi Options (Crédito: Reprodução/Meio Bit)

O K400 Plus é compatível com o programa Logi Options, que oferece a opção de mapear funções específicas em até 10 teclas. É possível por exemplo com um toque desligar o PC, abrir programas, pastas e páginas na web, como o Meio Bit, entre outras coisas.

Você pode também configurar os gestos de uso do trackpad e controlar a direção e o nível da rolagem, para ser mais ou menos suave, mas não oferece funções para quem busca incluir macros e programar teclas. Enfim, é um produto simples.

Conclusão

O teclado sem fio Logitech K400 Plus não é vendido como um periférico para uso em produção, e nem deveria ser considerado dessa forma pelo consumidor. Ele é indicado para quem deseja ter uma ferramenta de digitação para navegação simples, especialmente na sala de estar, com TVs e mesmo outros dispositivos, embora a fabricante não tenha previsto tal uso.

Ele é uma bem-vinda ferramenta para quem joga em consoles e depende de digitar mensagens de texto, o que é muito mais confortável de fazer em um teclado do que no controle.

Teclado sem fio Logitech K400 Plus (Crédito: Ronaldo Gogoni/Meio Bit)

Por outro lado, a Logitech poderia muito bem ter incluído ao menos o suporte a Bluetooth e uso com múltiplos dispositivos ao mesmo tempo, o que permitiria seu uso com smartphones e tablets. Por causa disso, e considerando probleminhas de compatibilidade com macOS e Linux, a lista de aparelhos plenamente compatíveis com o produto é bem restrita. A falta de retroalimentação também dificulta seu uso com pouca luz.

Considerando o preço médio de R$ 150 na rede varejista, no momento da publicação deste review, o Logitech K400 Plus é na minha opinião uma boa opção de teclado àqueles minúsculos que são joysticks híbridos, por permitir uma digitação mais confortável enquanto no sofá, seja em TVs ou videogames.

Em computadores, ele pode ser considerado um quebra-galho ou para uso básico, e não é a melhor opção como uma ferramenta de produção.

Logitech K400 Plus — Ficha Técnica

  • Tipo: Membrana;
  • Layout: ABNT com 81 teclas, trackpad embutido com 2 teclas;
  • Extras: 3 teclas dedicadas para controle de volume e 1 para o botão direito do mouse;
  • Altura das teclas: 4 mm;
  • Distância das teclas: 4 mm;
  • Ruído das teclas: Até 55 dBA;
  • Retroiluminação: Não tem;
  • Conexão: Protocolo proprietário de 2,4 GHz (acompanha adaptador sem fio USB);
  • Alcance: Até 10 metros;
  • Alimentação: 2 pilhas AA, enviadas com o produto;
  • Autonomia: 18 meses;
  • Dimensões: 13,99 x 35,43 x 2,35 cm;
  • Peso: 390 g, com as pilhas instaladas.

Pontos Fortes:

  • Leve e prático;
  • Ótima recepção do sinal;
  • Compatível com TVs e consoles de videogame;
  • Preço amigável.

Pontos Fracos:

  • Não tem Bluetooth;
  • Sem retroiluminação também;
  • Sem suporte a conexão de múltiplos dispositivos;
  • Não suporta macros;
  • Compatibilidade no macOS e Linux é apenas parcial.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários