Meio Bit » Games » eFootball 2022 e o (des)respeito ao passado

eFootball 2022 e o (des)respeito ao passado

Apresentando uma enxurrada de problemas, eFootball 2022 se torna o jogo com pior avaliação no Steam, mas será que já devemos abandoná-lo?

01/10/2021 às 10:18

Imagine o seguinte cenário: ao invés de uma empresa lançar um novo jogo de futebol todo ano, ela decide transformar sua franquia em uma plataforma gratuita, mantendo-a atualizada e cobrando apenas por certas partes. Interessante? Pois foi o que a Konami anunciou para a sua série dedica ao esporte, mas bastou o eFootball 2022 ser disponibilizado para vermos que os japoneses não poderiam ter começado esta nova caminha de maneira pior.

eFootball 2022

e“The Walking Dead”Football (Crédito: Reprodução/alex91s)

Mesmo com o aviso por parte da desenvolvedora de que neste primeiro momento teríamos apenas uma espécie de demo, o novo jogo que chegou para substituir o tão adorado Pro Evolution Soccer (PES) era aguardado com grande expectativa pelos fãs. Da mudança da Fox Engine para Unreal Engine, até o fato dele poder ser jogado gratuitamente, parecia que a série enfim conseguiria encurtar a distância para a seu principal concorrente. Porém, o que temos visto é uma chuva de críticas.

Dos mais variados glitches à péssima modelagem de alguns dos jogadores de futebol mais famosos do mundo, a comunidade não tem perdoado os vários erros presentes nesta versão preliminar — se é que podemos chamá-la assim. Contudo, as reclamações vão além, com diversos vídeos publicados no Reddit mostrando sérios problemas de colisão, decisões estúpidas por parte do juiz ou dos goleiros e até atletas que simplesmente desaparecem.

Nas redes sociais os registros dos erros começaram a se espalhar como fogo em palha seca, mas havia um lugar onde o estrago seria ainda maior, o Steam. Na loja da Valve o eFootball 2022 já aparece como o jogo mais mal avaliado de todos os tempos, conseguindo superar o Flatout 3: Chaos & Destruction, que foi lançado em 2011. Juntando as mais de 11 mil avaliações que a criação da Konami teve, hoje ela conta com apenas 9% de aprovação (muitas delas em tom de ironia), contra os 15% do jogo de corrida.

Embora anteriormente eu tivesse decidido que aguardaria as próximas atualizações para dar uma chance ao eFootball 2022, assim como muita gente fiquei curioso para ver se esses bugs estavam acontecendo a todo momento e resolvi antecipar minha investida no jogo.

Após baixar mais de 20 GB para ter acesso a apenas pouquíssimos times, entrei na partida demonstrativa e passei por ela sem maiores problemas. O mesmo aconteceu com a próxima e em todos os outros quatro amistosos que disputei, sempre com equipes diferentes. Uma amostragem pequena, mas que serviu para ter uma impressão geral e não tão traumática quanto a de muitos.

Isso quer dizer que os registros feitos pelas pessoas sejam mentirosos ou que o eFootball 2022 não tenha problemas? Muito pelo contrário. Eu nem entrarei na questão da jogabilidade aqui, pois precisaria jogar mais para ter uma melhor opinião, mas não me espanta ter visto tantas reclamações também neste aspecto, afinal temos partidas bem mais cadenciadas do que antes.

♫ Don't cry for me, Argentina ♪ (Crédito: Reprodução)

Quanto aos problemas com as expressões faciais dos jogadores, principal alvo das brincadeiras no Twitter, não consegui notar nada tão bizarro quanto o que tem sido compartilhado por aí. De qualquer forma, aqui vale um adendo: dada a distância da câmera para o gramado, durante as partidas é impossível ver as caretas que viraram motivo de piadas e se não ficarmos procurando esses erros nos replays, na maioria do tempo ele não será um problema.

No entanto, o mesmo não pode ser dito da animação para os corpos dos jogadores. É relativamente comum vermos braços e pernas se movendo de maneira nada natural, sem falar nos pescoços, muito mais compridos e capazes de alcançar ângulos anatomicamente impossíveis.

Mesmo tendo passado tão pouco tempo dentro do eFootball 2022, o que ficou claro para mim é que este é um trabalho inacabado, que está pagando um preço por ter sido lançado muito antes do que deveria. Boa parte dos problemas que estão ocorrendo agora poderão ser resolvidos com atualizações e recentemente tivemos alguns exemplos de jogos que mesmo com inícios horríveis foram salvos pela dedicação de seus criadores.

No entanto, o que pesa contra a Konami neste caso é a forma como a empresa tem definhado nos últimos anos, tornando um pouco mais difícil acreditar que eles conseguirão reverter a situação. Também não ajuda o fato de a equipe responsável pelo jogo ter se dedicado por pelo menos dois anos a esta transição de engine e geração de consoles, mas entregado um produto muito aquém do que poderia ser aceitável.

Mesmo assim eu gostaria de dar um voto de confiança a esse pessoal, nem que seja pelo passado glorioso da franquia. Decretar o seu fim neste momento, assim como tenho visto algumas pessoas fazerem, me parece um tanto precipitado e até irresponsável.

Talvez eu esteja sendo inocente, mas realmente acredito (ou pelo menos tenho esperança) que o tempo poderá fazer com que o eFootball 2022 se torne um produto muito melhor do que este que nos foi apresentado, com ele se mostrando mais um caso de uma bem-sucedida troca de pneu com o carro em movimento, algo que tem acontecido com cada vez mais frequência na indústria.

Agora, que não será fácil apagar essa péssima imagem inicial que o jogo nos deixou, não tenho a menor dúvida.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários