Meio Bit » Games » Seria o Dark Souls o melhor jogo de todos os tempos?

Seria o Dark Souls o melhor jogo de todos os tempos?

Após votação realizada pelo Golden Joystick Awards, o excelente Dark Souls foi escolhido o melhor jogo da história e deu início a uma grande discussão

25/11/2021 às 10:46

Todos os anos vemos inúmeros veículos de comunicação realizando premiações para eleger os melhores jogos e uma das mais importantes é a Golden Joystick Awards. Acontecendo desde 1983, o evento nasceu voltado para os jogos de PC, mas com o tempo passou a adotar consoles e na edição de 2021 contou com 21 categorias. Pois foi a mais nova delas que tem repercutido entre os jogadores.

Dark Souls - Golden Joystick Awards

Crédito: Divulgação/From Software

Com o nome de Ultimate Game of All Time, a ideia para este ano seria eleger o melhor jogo de todos os tempos, uma tarefa que se não é impossível de ser realizada, certamente é muito difícil e que evidentemente nunca atingiria a unanimidade.

E para chegar ao grande vencedor, o GamesRadar+, atual responsável pelo Golden Joystick Awards, realizou uma votação em seu site, método que costuma não ser bem visto por muitos. De qualquer forma, aqueles que participaram da enquete puderam escolher entre 20 títulos e a discussão começou ali, já que muitos clássicos sequer apareceram nesta lista. Em ordem alfabética, foram eles:

  • Call of Duty 4: Modern Warfare
  • Dark Souls
  • Doom (1993)
  • Grand Theft Auto V
  • Half-Life 2
  • Halo: Combat Evolved
  • Metal Gear Solid
  • Minecraft
  • Pac Man
  • Pokémon GO
  • Portal
  • Space Invaders
  • Sim City (1989)
  • Street Fighter II
  • Super Mario 64
  • Super Mario Bros. 3
  • Super Mario Kart
  • Tetris
  • The Last of Us
  • The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Crédito: Divulgação/From Software

Eis que entre tantos concorrentes de peso, aquele que se sagrou se não o melhor, ao menos o mais popular, foi o fantástico Dark Souls. Lançado em 2011, o RPG de ação conquistou milhões de admiradores ao longo dos anos, com a sua fórmula sendo copiada por inúmeros outros jogos desde então. Porém, seria justo apontá-lo como o maior de todos os tempos?

Para começar, vale citar que muito do que vimos na criação da From Software já havia sido implementado em outro título do mesmo estúdio, o Demon's Souls. Da fantástica mecânica de misturar partidas solo com elementos multiplayer, à atmosfera sombria e o famoso alto nível de dificuldade, não foi surpresa o Dark Souls ter sido tratado como um sucessor espiritual daquele título exclusivo para o PlayStation 3.

Isso me faz pensar que por mais que algumas pessoas defendam o quão influente foi aquele jogo publicado pela Bandai Namco para múltiplas plataformas, inovador mesmo foi o que o antecedeu. Além disso, a versão para o PC sofreu com muitos problemas, com o verdadeiro potencial nesta plataforma só tendo sido alcançado oficialmente quando esta recebeu uma remasterização.

Em defesa daquele que agora é considerado o melhor jogo de todos os tempos, pelo menos segundo o Golden Joystick Awards, Joe Donelly citou o status cult que o Dark Souls adquiriu junto aos fãs e afirmou que continuaremos falando sobre ele pelos próximos 10, 20 anos. O jornalista também disse que “provavelmente nunca haverá um jogo como este novamente.

Crédito: Divulgação/From Software

Mesmo concordando com a opinião de Donelly, ainda acho que um título como o “maior de todos” é pesado demais para o a criação de Hidetaka Miyazaki. Com isso não quero desmerecer o jogo, mesmo porque adoro seu level design, a jogabilidade precisa e a dificuldade alta, mas nunca desleal.

Dark Souls é certamente um dos meus jogos preferidos e de tempos em tempos sinto uma enorme vontade de voltar a explorar aquele fantástico mundo. Mesmo tendo se passado uma década desde o seu lançamento, é impressionante o quanto ele permanece desafiador e principalmente, muito divertido. Porém, daí a colocá-lo na frente de um Super Mario Bros. 3, um Doom, um Metal Gear Solid ou um Castlevania: Symphony of the Night (que por sinal nem estava na votação), sinceramente não sei se consigo.

Opinião pessoal a parte, quem obviamente ficou muito feliz com o prêmio foi o criador da franquia e através da sua conta no Twitter deu a seguinte declaração (em japonês):

Muito obrigado por receber um prêmio tão maravilhoso. Ainda estou incrédulo quanto aos usuários nos escolheram entre os trabalhos indicados, mas sinto que esta é uma grande honra. Obrigado a todos que estiveram envolvidos no desenvolvimento, cooperação e apoio na época, incluindo a From Software e a Bandai Namco Entertainment, e acima de tudo, obrigado aos usuários que jogaram e apoiaram o jogo. Sou realmente grato a vocês.

Naquela época, a equipe que se juntou à From Software como novatos e começou suas carreiras como criadores do Dark Souls, agora estão amadurecendo e se tornando o núcleo do trabalho mais recente, o Elden Ring. Neste sentido, desta vez estou profundamente comovido pelo prêmio.

Se pensarmos bem, os games estão em constante evolução e como qualquer forma de arte, como definir com precisão se uma obra é melhor do que a outra? Além disso, estamos falando de uma votação popular, onde o que está em alta hoje pode perder muito do seu apelo amanhã. Por fim, independentemente do jogo que tivesse sido escolhido como o melhor de todos os tempos nesta premiação, quem garante que nos próximos anos não teremos um que consiga superá-lo e neste caso, o título seria tirado daquele que venceu em 2021?

O fato é que essa é uma discussão para a qual nunca teremos um consenso e até por isso não tenho a pretensão de responder todas as perguntas que fiz, muito menos apontar qual o jogo que merecia ter sido o escolhido. Mesmo porque, acredito que esta seja uma escolha única, com muitos aspectos podendo fazer com que um título tenha marcado nossas vidas.

Por fim, só para colocar mais um pouco de lenha na fogueira iniciada pelo Golden Joystick Awards, abaixo deixarei a lista com os vencedores em cada categoria da premiação.

  • Melhor Narrativa - Life is Strange: True Colors
  • Melhor Jogo Multiplayer - It Takes Two
  • Melhor Áudio - Resident Evil: Village
  • Melhor Design Visual - Ratchet and Clank: Rift Apart
  • Melhor Expansão - Ghost of Tsushima: Iki Island Expansion
  • Jogo Mobile do Ano - League of Legends: Wild Rift
  • Melhor Hardware para Jogos – PlayStation 5
  • Melhor Jogo Indie - Death's Door
  • Estúdio do Ano - Capcom
  • Melhor Atuação - Maggie Robertson (Lady Dimitrescu)
  • Prêmio Revelação - Housemarque
  • Melhor Comunidade de Jogo - Final Fantasy XIV
  • Prêmio Ainda Jogando - Final Fantasy XIV
  • Jogo do Ano para PC - Hitman 3
  • Jogo do Ano Nintendo - Metroid Dread
  • Jogo do Ano Xbox - Psychonauts 2
  • Jogo do Ano PlayStation - Resident Evil Village
  • Jogo Mais Desejado - Elden Ring
  • Pr6emio Escolha da Crítica - Deathloop
  • Ultimate Game of the Year - Resident Evil Village
  • Hardware Definitivo de Todos os Tempos - PC
  • Jogo Definitivo de Todos os Tempos - Dark Souls

relacionados


Comentários