Meio Bit » Hardware » Expandindo o armazenamento do PS5: Kingston KC3000 X WD_BLACK SN850

Expandindo o armazenamento do PS5: Kingston KC3000 X WD_BLACK SN850

Nesta análise colocamos frente a frente dois ótimos SSDs NVMe que podem ser utilizados no PlayStation 5, o Kingston KC3000 e o WD_BLACK SN850

16/12/2021 às 14:16

O PlayStation 5 é um videogame fantástico, com diversas qualidades, mas assim que suas especificações foram reveladas, muitas pessoas passaram a se preocupar com a capacidade de armazenamento do SSD que viria com o console. Com 825 GB, mas apenas 667 GB podendo ser utilizado, estava claro que a falta de espaço logo se tornaria um problema.

Para piorar ainda mais a situação, o PS5 reserva parte do SSD para “dados de sistema necessários para que jogos e apps funcionem corretamente", o que pode variar de poucos GB a algumas dezenas. Diante deste cenário, a única saída é partir para unidades de armazenamento PCIe 4.0 NVMe M.2 e nos últimos dias tive a oportunidade de testar dois SSDs assim no meu videogame, o Kingston KC3000 e o WD_BLACK SN850.

WD_BLACK SN850 e Kingston KC3000

Crédito: Dori Prata/Meio Bit

Nota de transparência

Desde 2004, o Meio Bit publica análises opinativas com o intuito de ajudar os leitores a tomarem sua própria decisão de compra, seja de um gadget, um game ou um serviço/software/app. Nós somos francos em nossas opiniões e destacamos pontos positivos e negativos de igual maneira, não importando a natureza dos produtos, de modo a manter a integridade e transparência do site.

Ninguém externo à redação do Meio Bit teve acesso a este review de forma antecipada, bem como não houve qualquer tipo de interferência, pagamento ou direcionamento da Kingston, Western Digital, ou de terceiros, em relação ao seu conteúdo.

Tanto o SSD Kingston KC3000 quanto o WD_BLACK SN850 foram fornecidos pelas suas respectivas fabricantes como doação e não serão devolvidos às empresas.

O desempenho no PC

Antes de falar sobre como os SSDs se comportaram no PlayStation 5, quis fazer alguns testes no computador, para ver como eles se sairiam. Porém, como o meu PC é um pouco antigo, ele não possui entrada para este tipo de dispositivo. A solução foi utilizar um adaptador e conectar as unidades na porta PCI Express 8X da placa-mãe, o que acabou afetando um pouco a velocidade.

Feito este esclarecimento, saiba que pós colocar o CrystalDiskMark para testar ambos, o resultado foi parecido, com uma pequena vantagem de leitura para o WD_BLACK SN850, mas na escrita o Kingston KC3000 acabou se saído melhor. Confira:

Kingston KC3000 versus WD_BLACK SN850

Kingston KC3000 versus WD_BLACK SN850 (Crédito: Dori Prata/Meio Bit)

De forma isolada esses números podem não significar muita coisa para algumas pessoas, então decidi passar o mesmo programa no SSD que utilizo no meu computador, o Savage 480 GB, da HyperX. E foi aí que ficou claro o motivo para as unidades NVMe terem se tornado o sonho de consumo de qualquer pessoa que procure alta velocidade na hora de armazenar seus dados. Mesmo sendo um SSD muito bom, a diferença aqui ficou imensa:

Desempenho do Savage Hyper no CrystalDiskMark (Crédito: Dori Prata/Meio Bit)

Vale dizer que a versão do WD_BLACK SN850 que recebi é a com capacidade de 1 TB, já o Kingston KC3000 é o de 2 TB. Em ambos os casos as fabricantes afirmam que a velocidade de leitura é de 7.000 MB/s, mas enquanto o da Kingston grava dados nesta mesma velocidade, o da Western Digital faz isso a 5.300 MB/s.

Outra diferença está no design dos SSDs. Assim como acontece com o Kingston Fury Renegade, o KC 3000 conta com um dissipador de calor feito de uma mistura de grafeno com alumínio, o que faz com que ele tenha um perfil baixo e seja “praticamente invisível”. Desta forma, tal SSD pode ser uma ótima opção para quem possui um computador ou notebook com pouco espaço para uma unidade M.2 2280, mas sem precisar se preocupar com altas temperaturas.

Já o SN850 conta com o dissipador bem mais robusto (mas que cabe tranquilamente no PS5), com ele contando inclusive com um LED cuja cor pode ser personalizada com o programa Western Digital Dashboard. Para muitas pessoas esse detalhe pode não passar de uma mera perfumaria, mas em se tratando do aplicativo, ele nos ajuda a ter total controle sobre o SSD, nos fornecendo informações como espaço utilizado, temperatura e até mesmo contando com um Modo de Jogos, que supostamente aumenta o desempenho para deixar o acesso ainda mais rápido. Aqui vale citar que mesmo com este modo ativado, o desempenho no CrystalDiskMark praticamente não mudou.

SN850 com temperatura abaixo de 50 °C (Crédito: Dori Prata/Meio Bit)

O desempenho no PlayStation 5

Feitos os testes no computador, chegava a hora de ver como os SSDs se comportariam no consoles da Sony e de maneira resumida, posso dizer que não houve muita diferença entre eles. Ao iniciar o videogame com cada unidade, o sistema informou uma velocidade de leitura acima dos 6.500 MB/s, valor bastante superior aos 5.500 MB/s recomendados pela empresa japonesa.

Já na hora de iniciar algum jogo na unidade de armazenamento interna ou nos dois NVMes, o tempo de carregamento foi virtualmente idêntico. Isso mostra não haver diferença se você está rodando algo no Kingston KC3000, no WD_BLACK SN850 ou no SSD que vem com o console.

A minha curiosidade então passou a ser quanto tempo eu ganharia se estivesse executando um título do PlayStation 4, já que eles eu poderia rodar também em um HD externo ligado através da USB. Para isso eu separei dois títulos, o Final Fantasy XV e o Battlefield V.

No caso do primeiro, cronometrei quanto tempo levaria para carregar um save e a diferença foi brutal. Enquanto no SN850 ou no KC3000 eu levei pouco menos de 24s para poder começar a jogar, no HD foram precisos 52s73.

Já com o FPS eu queria saber quanto tempo levaria para sair da dashboard do console e chegar ao menu principal. Aqui o ganho foi menor, caindo de 41s48 para 31s20, mas ainda assim foi fácil perceber como os HDs estão ultrapassados.

Por fim, restava o teste de transferência entre unidades e para isso recorri ao próprio Battlefield V. Com o jogo ocupando 107,9 GB, primeiro decidi mover ele do HD para o SN850, o que consumiu intermináveis 14min25 da minha vida. Depois foi a vez de mandar o jogo do SSD da Western Digital para a unidade interna do console e aí o tempo despencou para 3min02.

Em todos os testes ficou claro, portanto, como uma unidade dessas pode nos salvar segundos e até minutos preciosos. O grande problema aqui está no valor que precisaremos gastar para ter acesso a essa mordomia, já que enquanto o WD_BLACK SN850 1TB pode ser encontrado na faixa de R$ 2.000, o Kingston KC3000 2 TB é bem mais salgado, com o preço na loja da fabricante estando acima de R$ 6.500!

Conclusão

Para mim, uma das principais melhorias entregues pela atual geração foi o tempo de carregamento muito menor do que tínhamos antes e sempre penso nisso quando vou jogar algo nos consoles mais antigos. O problema é que tanto o PS5 quanto o Xbox Series S|X já sofrem com a falta de espaço para mantermos os nossos jogos e isso obviamente tende a se tornar muito pior com o passar do tempo.

No caso do videogame da Sony, existe a vantagem de não estarmos presos a uma mídia proprietária e por mais que um NVMe esteja longe de ser barato, a própria concorrência entre as fabricantes deverá fazer com que os preços caiam no futuro.

Além disso, foi muito bom saber que o Kingston KC3000 e o WD_BLACK SN850 possuem desempenhos muito parecidos com o da unidade que acompanha o PlayStation 5. Por fim, se você não aguenta mais ter que ficar transferindo seus jogos para um HD externo ou adoraria ver o carregamento dos títulos de PS4 ficarem consideravelmente menores, esses SSDs certamente conseguirão suprir a sua necessidade.

WD_BLACK SN850

Crédito: Divulgação/Western Digital

SSD PCIe 4.0 NVMe M.2 2280 WD_BLACK SN850 — Ficha técnica

  • Modelo: WDS100T1XHE;
  • Formato: M.2 2280;
  • Interface: NVMe PCIe 4.0;
  • Capacidade: 1 TB;
  • Velocidade de leitura sequencial: 7.000 MB/s;
  • Velocidade de gravação sequencial: 5.300 MB/s;
  • Consumo de energia: 5 mW (inativo); 2,8 W (leitura, pico);
  • Temperatura: de 0º C 70º C;
  • Dimensões: 80 x 22 x 60 mm;
  • Peso: 7,5 g;
  • Durabilidade (TBW): 2 Petabytes (PB) de gravação;
  • Tempo médio entre falhas (MTBF): 1,75 milhão de horas;

Crédito: Divulgação/Kingston

SSD PCIe 4.0 NVMe M.2 2280 KC3000 — Ficha técnica

  • Modelo: SKC3000D-2048G;
  • Formato: M.2 2280;
  • Interface: NVMe PCIe 4.0;
  • Capacidade: 2 TB;
  • Velocidade de leitura sequencial: 7.000 MB/s;
  • Velocidade de gravação sequencial: 7.000 MB/s;
  • Consumo de energia: 5 mW (inativo); 2,8 W (leitura, pico); 9,9 W (gravação, pico);
  • Temperatura: de 0º C 70º C;
  • Dimensões: 80 x 22 x 3,5 mm;
  • Peso: 9,7 g;
  • Durabilidade (TBW): 2 Petabytes (PB) de gravação;
  • Tempo médio entre falhas (MTBF): 1,8 milhão de horas;

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários