Meio Bit » Open-Source » Unity e Light: as novidades do Ubuntu para hardware pequeno

Unity e Light: as novidades do Ubuntu para hardware pequeno

Mark Shuttleworth mostra parte dos planos do Ubuntu para dispositivos pequenos, como netbooks, na próxima versão, a 10.10.

10 anos atrás

Algumas semanas após o lançamento do Ubuntu 10.04 LTS, codinome "Lucid Lynx", os trabalhos para a próxima, 10.10, "Maverick Meerkat", já estão a todo vapor. Já vimos a criação do menu global para a Netbook Edition do sistema, e agora, novamente trazidas por Mark Shuttleworth, temos novidades sobre Unity e Light.

Unity é, nas palavras de Shuttleworth, uma "nova experiência de desktop". Criado a partir de detalhados estudos de interface, faz uso mais inteligente do padrão de telas atual, widescreen, e provê soluções inteligentes para melhor uso do espaço disponível, especialmente em netbooks, onde as telas são bem reduzidas, com no máximo 10".

No Unity, a barra inferior presente hoje no Ubuntu foi movida para a esquerda, ganhou botões maiores próprios para uso com os dedos, e contendo programas mais usados no dia-a-dia. Combinado com o menu global, o ganho de área visual vertical é, segundo a Canonical, grande.

Mockup do Unity.

Mockup do Unity.

Uma versão de desenvolvimento do Unity já está disponível.

A grande novidade da versão 10.10, porém, promete ser o Ubuntu Light. Criado com base no Unity, e tendo no tempo de boot seu principal destaque, trata-se de uma versão peso-pena do sistema com foco em navegação, e para ser instalado em dual boot com "sistemas maiores". Essa versão assemelha-se àquelas que alguns fabricantes, como a Asus, inserem em seus produtos.

No caso do Ubuntu Light, conseguiram subir o sistema e abrir o navegador, já funcional, em 7 (sete) segundos num Dell Mini 10v com SSD. É uma versão bem limitada, com gerenciamento de arquivos incompleto, e destinada quase que exclusivamente a navegação, ótima para quando esquecemos de mandar/ver um e-mail, e temos que ligar a máquina só para isso. O mais legal é que, além de útil e funcional, o Ubuntu Light está ficando bonitão:

Ubuntu Light.

Ubuntu Light.

Inicialmente, o Ubuntu Light será destinado a fabricantes, no regime OEM, sem versão pública para download no site do Ubuntu. Isso será feito para assegurar velocidade máxima de boot em hardware homologado/padronizado. Futuramente, espera-se versões para desktop do Light.

A Canonical pretende levar o ambiente Unity para a Netbook Edition também, com alguns incrementos como suporte maior à adição/remoção de aplicativos, e também a gerenciamento de arquivos. Para aproveitar melhor as capacidades dos netbooks enquanto o Ubuntu é seu sistema principal, desenvolveram uma nova interface, batizada de Dash:

Unity Dash.

Unity Dash.

Shuttleworth ainda comenta, no post, sobre a integração dessas novidades ao ambiente Gnome, inclusive o Gnome 3, bem como FreeDesktop e KDE. Novos desafios, que parecem estar sendo bem resolvidos.

Não seria nada mal ter um Linux ultra rápido em dual boot em nossas máquinas, não?

relacionados


Comentários