Meio Bit » Software » Segundo a Dell, Linux é mais seguro que Windows

Segundo a Dell, Linux é mais seguro que Windows

11 anos atrás

Segundo uma declaração inusitada da Dell "o Ubuntu é mais seguro que o Windows", e oferece mais recursos de proteção, a medida que vai convencendo e evangelizando com relativo sucesso a grande massa de usuários a não mais temerem o Linux.

Em uma declaração exposta no website VaryGuy.com a empresa declarou a questão de segurança como uma entre as 10 principais razões para que as pessoas comecem a comprar máquinas rodando distribuições Linux, ao invés daquelas rodando o sistema operacional da Microsoft.

De acordo com o site da Dell (aqui, e um (pdf) para o caso da página ter sido movida):

*(6) O Ubuntu é mais seguro que o Microsoft Windows: A vasta maioria de vírus e spywares escrita por hackers não é desenhada com o objetivo de atacar a plataforma Linux, mas sim Windows.

Não entrando em muitos detalhes, a empresa continua a advogar que softwares de proteção contra spywares e vírus no Linux também são livres, enquanto que aqueles necessários para proteger a plataforma Windows implicam em um 'custo adicional'.

É um novo olhar para um velho debate sobre a segurança entre Linux, Mac e Windows e que certamente vai provocar e inspirar a fanboyzice em ambos os lados.

A defesa da Microsoft é que ela oferece sim soluções de segurança nativas dentro da plataforma, como o Windows Defender e o gratuito Security Essentials para proteger o usuário contra vírus e spyware. Defesa apenas verbal pois, questiono, quem seria louco o bastante para confiar apenas nessas 'alternativas' da empresa?

De qualquer maneira, o sistema operacional não é nem de longe o único referencial para medir a vulnerabilidade de um equipamento, uma vez que softwares e aplicações abrem a porta ideal para ataques e invasões. O Adobe System Flash 10, por exemplo, continha uma falha de segurnça que afetou todas as plataformas e possibilitava o controle da máquina por um hacker.

"O Linux está no mercado há quase 20 anos (...) , não é somente estável como também flexível e amplo, sendo utilizado em computadores de todos os tamanhos, no maior ao mais simples deles."

A empresa adiciona que tem estado a despachar o Ubuntu desde 2007 para "assegurar a melhor experiência de internet e multimídia que o Linux tem a oferecer" ao usuário.

O Ubuntu 10.04, lançado em abril, aparece indicado no site da empresa e estará presente em diversos lançamentos da Dell, que informa ter obtido grande êxito em diminuir ainda mais o tempo de boot em relação à versão 9.10 (distribuída nos Inspirons 15N) para algo em torno de 30 segundos.

relacionados


Comentários