Meio Bit » Miscelâneas » LightDims reduzem ou anulam a luz emitida por LEDs de produtos eletrônicos

LightDims reduzem ou anulam a luz emitida por LEDs de produtos eletrônicos

LightDims são adesivos que bloqueiam a luz emanada por LEDs de equipamentos eletrônicos.

10 anos atrás

Usamos os nossos cinco sentidos o tempo todo. Com computadores e gadgets, dois em especial são usados para nos alertar sobre o estado dos equipamentos: a visão e a audição.

Quando uma placa-mãe está com defeito, os "apitos" dela ajudam a decifrar a raiz do problema. Quando algum equipamento está ligado, é bastante comum um LED indicar esse estado. E é aqui que possivelmente mora um problema.

LEDs do PC num quarto escuro.

LEDs no PC podem incomodar uma noite de sono. (Foto por Ari Braginsky)

Além de desconfortável, uma das minhas birras com assistir filmes no computador se deve ao excesso de luzes que o PC emana, como nesse exemplo da imagem acima. No meu caso específico, tem o do monitor, o da caixinha de som, e os dois do gabinete, um que indica que o PC está ligado e outro a atividade do disco rígido. Enquanto trabalho ou faço alguma outra atividade mais ativa, eles não incomodam; com todas as demais luzes apagadas e tentando me concentrar numa boa história, aí sim — e muito.

Qualquer um pode resolver esse problema com fita isolante ou mesmo encostando objetos nas fontes de luzes, nos LEDs dos equipamentos. Por outro lado, uma abordagem específica e mais refinada também cai bem. É aqui que entram as LightDims.

Embalagens dos dois sabores de LightDims.

LightDims prometem acabar com o incômodo dos LEDs.

Tratam-se de adesivos, de diversos tamanhos e em formatos redondo e retangular, para colar em cima dos LEDs dos equipamentos eletrônicos.

Os adesivos são vendidos em dois sabores. O Black Out é bem radical, simplesmente oculta o LED em questão. Já o Original Strength é menos drástico. Ele, quando aplicado, reduz em até 80% a luminosidade do LED, permitindo ao usuário identificar o estado das luzes sem que essas atrapalhem tanto quanto o fazem sem proteção alguma.

Cada "pacote" custa US$ 6 e, na compra de dois, o preço cai para US$ 10, tudo pelo site oficial. O melhor? Eles despacham para o mundo inteiro, na maioria dos casos com frete de apenas US$ 0,99. E quem quiser experimentar antes de comprar, pode requisitar uma amostra grátis (só paga o envio) se cumprir algumas etapas em redes sociais, como "curtir" a página da empresa no Facebook e assinar o canal no YouTube.

Para quem mantém o computador no quarto e costuma deixá-lo ligado baixando distros de Linux e versões do LibreOffice por BitTorrent a noite toda, é uma boa pedida.

Via Gadget Lab.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários