Meio Bit » Software » Microsoft Academic Alliance: software através de instituições de ensino

Microsoft Academic Alliance: software através de instituições de ensino

15 anos atrás

Um dos motivos recorrentes de instituições de ensino para não usar software legalizado é o seu custo, já que precisam implantá-lo em dezenas, talvez centenas de computadores. E muitas vezes, o aluno precisa realizar tarefas em casa, como parte do aprendizado. O post do Celso ilustra bem a situação.

O MSDN Academic Alliance é um programa da Microsoft para legalizar em massa os softwares e ferramentas da empresa usados pelos alunos matriculados e docentes, principalmente no ensino superior. Os preços são muito baixos e mostram a agressividade e estratégia de mercardo da empresa: abundância de profissionais facilita a adoção de tecnologias por empresas.

Que tal você, como aluno matriculado, poder levar para casa o Windows XP Professional SP2, com serial seu, original? E se for possível também levar o SQL Server 2005, Visual Studio 2005 Professional, Microsoft Project, Project Server e Windows 2003 Server? E se a única exigência para você ter direito a isso é estar matriculado e nada mais?

Esse é o princípio do Academic Alliance. É uma forma de fornecer versões atualizadas e recentes de ferramentas da Microsoft, para alunos e docentes. Assim, alunos podem pesquisar e desenvolver software sem custo algum. Para se ter uma idéia do quanto é cobrado, confira a tabela de preços:

Modelo Valor (em US$)
MSDN AA Original - 1 ano 1595.00
MSDN AA Original - 3 anos 4785.00
AA Electronic Fulfillment - 1 499.00
AA Electronic Fulfillment - 3 anos 1497.00

Estudantes não tem motivos ou dinheiro para comprar aplicativos, mas precisam aprender, estudar essas ferramentas. Empresas precisam de mão de obra qualificada, então faz sentido cobrar pouco por licenças educacionais. Capacitar sem obrigar um estudante a comprar é uma boa notícia.

Se a sua instituição não possui, converse com o coordenador de curso para a aquisição. Uma observação a se fazer: essas licenças são válidas para os computadores nos laboratórios de computação da faculdade/universidade. Ou seja, não há desculpas para a pirataria.

Tenho quase certeza que alguns dirão: use Linux. Mas o assunto é um pouco mais complexo. Uma Universidade não sabe que tipo de profissional está sendo formado. É preciso apresentar os ramos da tecnologia e deixar o aluno cuidar da sua prórpria formação a partir dos fundamentos.

Empresas usam o misto de Windows e Linux. O mercado não usa exclusivamente uma ou outra tecnologia. Uma boa instituição apresentará as opções disponíveis e o estudante irá decidir por conta própria no que se especializar.

Fonte: MSDN Academic Alliance Home

relacionados


Comentários