Meio Bit » Hardware » Asus libera mega-gambiarra para consertar GPS do Transformer

Asus libera mega-gambiarra para consertar GPS do Transformer

9 anos e meio atrás

A coisa tá feia pra Asus, é como se o Fantasma do Michael Bay estivesse assombrando o novo tablet da empresa. Não bastasse o processo da Hasbro, que não gostou de usarem o nome Transformer Prime, não bastasse a vergonha do aparelho ter vendido a nulidade de 2000 unidades na pré-venda, agora surgiu um problema bem pior que a falta da Megan Fox:

Os Asus Transformer Prime TF201, tablets CAROS, que em sua versão de 64GB custam US$1049,99 podem ter preço acima do iPad mas a qualidade deixa a desejar. Os early adopters descobriram que o GPS dele simplesmente não funciona.

A primeira solução da Asus? Sugeriu que o tablet não é um “gps profissional” e por isso a recepção não é perfeita. Beleza, mas meu bom e velho Nokia E71 também não é e não tem qualquer problema.

A segunda solução da Asus? REMOVEU das especificações do Transformer qualquer referência a GPS. Assim o consumidor otário compra um tablet topo de linha, o Google Maps acha GPS, todos os programas acham GPS, o GPS não acha satélites, mas como não está nas especificações oficiais, é um suporte “fantasma”, a Asus tirou o dela da reta.

A terceira solução da Asus? Soltou um patch. Que não funcionou, claro.

A Solução Final da Asus? Vai distribuir um dongle, um penduricalho gratuitamente para que os tablets passem a funcionar corretamente com GPS. Isso mesmo, mais uma coisa pra você perder, não vai poder usar junto com o teclado (conector é o mesmo) e é, essencialmente, uma gambiarra.

Será que ninguém testou essa bagaça? Não estamos falando de um Antenagate do iPhone, que a mídia tratou de forma exagerada e no final derrubava uma ligação em 100. Estamos falando de GPS, um recurso nobre, em um dos tablets mais caros e modernos do mercado.

Será que o desespero para lançar iPad Killers é tanto que estão abrindo mão dos testes ou será que a mentalidade “produto descartável”, que sempre foi pervasiva no mercado de eletrônicos, está sendo dominante entre os fabricantes de tablets?

Espero que não, pois é uma das formas mais burras de ganhar dinheiro rápido, e uma das mais eficientes de alienar o consumidor para a próxima compra.

Fonte: GG

relacionados


Comentários