Início / Notícias / Gadgets /

Quanto vale um botão do seu controle remoto?

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A gente só vê os controles remotos crescerem com o passar dos anos. Eram tão simples no início da revolução audiovisual, e agora ficam cada vez mais complicados. A minha avó sempre reclama na hora de ligar o DVD, porque tem que ligar a televisão, depois colocar no AV, para então dar play no filme. Sim, ela é das antigas e ainda usa o DVD, mesmo com o Blu-ray se expandindo por aí.

E conforme mais funções vão aparecendo, mais abarrotado o seu controle remoto fica. Sem falar nos diversos menus que hoje em dia estão instalados nos televisores mais modernos. E pensando nisso tudo, não é difícil chegar à conclusão de que um simples botão no controle remoto vale muito. Tanto que os marketeiros estão considerando seriamente vendê-los para quem pagar mais.

É isso o que vai acontecer com alguns controles remotos dos Estados Unidos. Fabricantes  fizeram um acordo com a Netflix para que a empresa de locação de filmes tenha, a partir de agora um botão exclusivo no controle remoto de televisores, reprodutores de Blu-ray, set-top boxes e aparelhos de TV a cabo. É mais uma forma de garantir a conveniência na hora de acessar os serviços da Netflix, diretamente a partir da televisão.

Maquete de controle remoto com botão Netflix (imagem: divulgação)

Diversos fabricantes já concordaram em produzir aparelhos que incluam controles remotos com o botão exclusivo da Netflix. Só para ficar naqueles que são conhecidos mundialmente, temos: Panasonic, Samsung, Sharp, Sony e Toshiba.

O mágico botão fará o televisor carregar o menu da Netflix, para que o consumidor alugue filmes e os assista sem sair de casa. Tudo por meio da conexão com a internet.

Essa é a primeira vez que eu ouço falar de um botão específico para um serviço pago. A Netflix não revelou o quanto vai pagar por essa exclusividade, mas certamente não é pouco. E assim temos a invasão do marketing nos nossos televisores – nos americanos, pelo menos.

Aí eu te pergunto: você compraria um aparelho cujo controle remoto tivesse um botão exclusivo para alguma funcionalidade que não é nativa da televisão (e pior ainda, que é paga)? Eu não compraria.