100 mil downloads depois, app não gera um centavo sequer de lucro

Pocket Casts foi oferecido gratuitamente pela Amazon durante 24 horas.

Thássius Veloso
Por

É forte o coro que diz que lançar aplicativos para o Android não gera dinheiro nenhum. Os usuários da plataforma do Google estariam menos propensos a tirar o escorpião do bolso, diferentemente de quem tem um lustroso iPhone e acesso à iTunes. Tanto pior se o desenvolvedor optar pela loja de apps da Amazon, a Amazon App Store. Uma firma pequena da Austrália tem uma história meio chata para contar sobre o assunto.

A Shifty Jelly fez uma versão do aplicativo Pocket Casts para Android e publicou na Amazon App Store. Antes disso, a empresa diz ter lido e se assegurado de que a Amazon repassaria ao menos 20% do valor cheio do app, ainda que ele seja oferecido gratuitamente. Conforme você pode ver no relatório de vendas, não teve um dia que o Pocket Casts vendesse mais de 20 downloads. Uma tristeza — e também um panorama geral de como andam as vendas de apps para Android.

Venda de downloads do aplicativo

Até que a Amazon veio com a ideia de colocar o aplicativo como “App Gratuito do Dia”. Como o nome sugere, naquele período de 24 horas os usuários não pagam nada pelo produto. Pela regra dos 20%, os desenvolvedores continuariam a receber uma pequena parcela. No entanto, a gigante do varejo online avisou que não repassaria nada para a Shifty Jelly.

Depois de discutir internamente, eles resolveram colocar o app para download gratuito. Resultado: em apenas um dia, o Pocket Casts foi baixado 101 mil vezes. Situação bem melhor do que nos outros dias! Em tese, a empresa teria direito a US$ 55 mil como distribuição de lucros. Na prática, não levou um centavo sequer — a Amazon cumpriu sua palavra de não pagar pelo app gratuito do dia.

Enquanto isso, a Amazon conseguiu promover um pouco mais sua loja Amazon App Store. Justo? Os sócios da empresa dizem inclusive que precisaram contratar reforço para o servidor usado pelo aplicativo. Para que usuários utilizem o recurso sem pagar um centavo por isso. Nem a Amazon.

Relacionados

Relacionados