Início / Notícias / Negócios /

Amazon chega ao Brasil em setembro, afirma jornal

Inicialmente vendendo produtos menores, como CDs e DVDs.

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Maior loja online do mundo, a Amazon está ensaiando sua chegada ao Brasil a partir de 1º de setembro desse ano. Inicialmente a empresa pretende vender produtos menores, como CDs e DVD, além do e-reader Kindle desenvolvido internamente. A informação foi revelada em primeira mão pelo jornal Brasil Econômico, que afirma ter obtido um documento que confirma as suspeitas.

De acordo com a publicação, não será na chegada ao país que a Amazon venderá itens maiores, como móveis ou televisões de LCD. Em vez disso, produtos considerados “culturais” são os mais cotados para frequentarem a prateleira virtual da companhia.

Um executivo ouvido pelo Brasil Econômico sob condição de anonimato diz que a companhia planeja vender 1,1 milhão de produtos no quarto trimestre do ano. Para o ano que vem a expectativa é de vender ainda mais: 4,8 milhões.

Caso se concretize, a chegada da Amazon se dá num momento em que o grupo B2W, maior do e-commerce nacional, perde tração, em especial devido aos problemas constantes relacionados aos direitos dos consumidores. A empresa responsável por Americanas.com, Submarino e Shoptime.com recentemente sofreu decisão que impede a comercialização para o estado de São Paulo por 72 horas (assunto abordado no quinto episódio do Podcast). A B2W obteve liminar que suspende a decisão judicial.

O jornal fala na venda também de videogames e softwares, mas não deixa claro que os tais videogames são os consoles em si ou os jogos para Xbox, Wii e PlayStation. A dúvida permanecerá até que a Amazon anuncie oficial a operação nacional.

Kindle

O leitor de e-books Kindle possivelmente será a carta na manga da Amazon. Queridinho de quem curte uma leitura sem depender de visor com iluminação própria, ele promete causar menos danos à visão e menos cansaço. Outras empresas vendem o Kindle nos Estados Unidos, mas o poder de barganha permanece na mão da Amazon. Será que em breve o e-reader também desembarca por aqui?

O Kindle foi homologado pela Anatel no ano passado.

Hoje em dia o site da Amazon para Estados Unidos oferece a entrega de alguns itens relacionados a cultura para o Brasil, desde que o cliente opte por pagar o frete mais custoso da remessa internacional.