Brasil lidera ranking do Google com ordens para censurar resultados

E a culpa é toda do Orkut.

Thássius Veloso
Por

Na manhã de hoje o Google atualizou o relatório de pedidos para remoção de conteúdo nos resultados de busca do serviço. Podemos nos orgulhar: o Brasil aparece como o país com maior quantidade de ordens judiciais solicitando que resultados sejam apagados. O Google diz que atendeu a 69% das solicitações. As informações valem para o período de julho a dezembro de 2011.

De acordo com a companhia, quatro ordens judiciais emitidas por um tribunal eleitoral brasileiro “resultaram na remoção de quatro perfis do Orkut devido a conteúdo relacionado com campanha eleitoral.” O Google não deu mais detalhes sobre quais perfis são esses e quais são as decisões judiciais.

O país tem posição de destaque no relatório do Google porque o Orkut é uma rede social com bastante popularidade por aqui, diz a empresa. Foram 128 decisões judiciais no total e mais 66 solicitações tidas como informais porque foram encaminhadas por órgãos executivos ou pela polícia, somando 66 pedidos com 26% deles atendidos pelo gigante da web.

Em artigo assinado por Dorothy Chou, analista sênior de políticas, consta o seguinte: “Infelizmente, o que temos visto ao longo de alguns anos é perturbador, e dessa vez não foi diferente. Quando começamos a liberar esses dados, em 2010, percebemos que as agências governamentais de diferentes países iriam nos pedir para remover conteúdo político porque nossos usuários os publicaram em nossos serviços. Esperávamos que [esse comportamento] fosse uma aberração. Agora sabemos que não é.”

O Google classifica a atual situação dos pedidos para remoção de conteúdo como “alarmante” porque a liberdade de expressão está em risco e porque alguns pedidos vêm de países acima de qualquer suspeita.

É importante observar que o Google deve seguir legislações locais que podem diferir bastante do que estamos acostumados no Brasil. Por vezes, o que é típico no país pode ser considerado ilegal em outro. Como empresa multinacional, eles devem se adaptar às regras do jogo em cada mercado. Nem por isso deixam de alertar para o aumento das intervenções de autoridades nos resultados de busca.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Relacionados

Relacionados