Início / Notícias / Telecomunicações /

GVT quer colocar o telefone fixo dentro do celular via app

Qualquer consumidor poderá baixar o aplicativo, informa diretor

Lucas Braga

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Vamos combinar que a telefonia fixa não tem evoluído o tanto quanto outros serviços. As operadoras de telefonia fixa estão fazendo esforços para não perder a renda, empurrando linhas telefônicas que você não precisa em combos com TV por assinatura e internet. A GVT achou uma solução para agregar valor ao seu serviço: lançar um aplicativo que permite utilizar sua linha residencial no próprio smartphone.

Diretor de marketing e produtos, Ricardo Sanfelice disse ao Telesíntese que qualquer cliente poderá baixar o aplicativo para usar o telefone fixo a partir do celular. Ele explica que qualquer cliente GVT poderá baixar o aplicativo e acessar o telefone fixo do próprio celular. Será possível fazer e receber chamadas, tanto em redes 3G como em Wi-Fi.

Se isso realmente funcionar como o proposto, as operadoras de telefonia móvel não irão gostar nada do aplicativo. As tarifas de telefonia fixa são muito melhores que as de telefonia móvel, e um serviço como esses poderia canibalizar o serviço de celular.

Vejo isso como uma interessante solução para quem depende da mobilidade para trabalhar, como a nossa colunista Bia Kunze. Com esse aplicativo, seria perfeitamente possível manter contato com clientes e fornecedores, necessitando apenas uma conexão com internet no próprio celular.

Telas do CRM mostram atendentes ocupados e possíveis problemas de rede

Wi-Fi

Sanfelice afirmou ainda que está nos planos da GVT iniciar uma nova operação de preciosas redes Wi-Fi também nesse semestre. O modelo seria o mesmo utilizado pela Oi, que firmou parceria com a Fon: os modens dos clientes terão duas redes sem fio, uma para uso próprio e outra para a rede compartilhada.

A operadora garante que esse serviço não irá interferir na qualidade e segurança da banda larga do cliente. A GVT também afirma que irá investir em hotspots em lugares de alta concentração, que não dependerão da conexão dos clientes.

Tecnoblog foi conhecer a sede da companhia em Curitiba. Leia sobre os bastidores da GVT nesta matéria especial.