Início / Notícias / Negócios /

O Google atualizou os termos de uso para utilizar seu nome e foto em anúncios

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Google realizou hoje uma das atualizações mais polêmicas nas condições de uso de seus serviços: com os novos termos, nomes, fotos e comentários de usuários poderão ser utilizados livremente pela empresa para inserção em peças de suas redes de anúncios publicitários, como o Google AdWords.

Isso significa que, se você fizer uma avaliação positiva de um aplicativo no Google Play, por exemplo, seu comentário poderá ser aplicado em um anúncio que promove o serviço ou o software, com a sua identificação sendo feita pela exibição de seu nome e de sua foto.

A ideia é fazer com estas informações sejam usadas para aumentar o interesse pelos anúncios. Se um conhecido seu fizer uma pesquisa no Google Shopping, por exemplo, ela poderá se sentir mais motivado a efetuar uma compra se um anúncio mostrar que você deu avaliação positiva para determinado produto.

O Google frisa justamente este ponto: as suas informações poderão aparecer somente em anúncios exibidos para quem faz parte de seus círculos de contatos. A companhia assegura ainda que somente conteúdo público será usado nestes anúncios, tais como as já mencionadas avaliações no Google Play. Endereço de e-mail, telefone e posts privados, por exemplo, permanecerão em sigilo.

Exemplo de anúncios com dados de usuários

Exemplo de anúncios com dados de usuários

Esta ideia não é nova. Você já deve ter visto fotos e nomes de amigos aparecendo em anúncios publicitários no Facebook. Trata-se da ferramenta “Histórias Patrocinadas“, onde uma empresa paga para promover uma fan page mostrando quais amigos da pessoa já curtiram aquela página, por exemplo.

A diferença entre ambos os casos é que o Google tomou o cuidado de implementar uma opção para o usuário desativar o uso de suas informações, o que não é possível de ser feito no Facebook, pelo menos não de maneira clara.

Outro cuidado da companhia foi o de garantir que as informações de usuários com menos de 18 anos não serão utilizadas. Por outro lado, estes indivíduos poderão visualizar anúncios com nomes e imagens de seus contatos normalmente.

Para desativar esta funcionalidade, tudo o que você precisa fazer é acessar esta página do Google+, desmarcar a opção “Com base em minhas atividades, o Google poderá exibir meu nome e minha foto de perfil em recomendações compartilhadas em anúncios” (ou equivalente) e clicar em “Salvar”.

Os termos foram atualizados hoje, mas a veiculação dos anúncios com informações de usuários começará a valer em 11 de novembro. A partir de hoje, o Google começará a exibir anúncios e notificações para avisar seus utilizadores da mudança.

É a forma que a empresa encontrou para dizer “olha, você tem um mês para discordar disso”, na verdade, apesar de a desativação poder ser feita a qualquer momento, mesmo após este período. Sim, pois caso você não tome nenhuma medida, estará automaticamente concordando com os novos termos.

Ao agir assim, o Google tenta evitar os processos que o Facebook sofreu em 2012 nos EUA, quando perdeu uma ação judicial sob a acusação de ter implementado a funcionalidade em questão de maneira discreta, como que forçando os usuários a aceitá-la.