Início / Notícias / Brasil /

Sony explica como chegou ao preço de R$ 4 mil do PS4

Culpa do preço alto do PlayStation 4 é dos impostos em cascata, diz Sony

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O assunto mais comentado da semana passada foi o preço altíssimo do PlayStation 4, que será lançado no Brasil em 29 de novembro por R$ 3.999. Depois de se dizer “frustrado” com o valor, o gerente geral de PlayStation para a América Latina, Mark Stanley, divulgou um gráfico que explica os cálculos que a Sony usou para chegar ao preço. Segundo a empresa, mais de 2 mil reais são destinados a pagar as taxas de importação cobradas pelo governo brasileiro.

De acordo com Stanley, a Sony “não está ganhando nenhum centavo” com a venda do PlayStation 4 no Brasil. Isso porque, somando o preço de cada unidade, as taxas e impostos de importação e as margens do varejista e do distribuidor, o total seria de R$ 4.257. Com um desconto de R$ 258, foi possível chegar ao preço sugerido de R$ 3.999. É como se a empresa estivesse “perdendo dinheiro”.

ps4-taxas

A Sony Brasil diz que paga R$ 858 (o equivalente a 390 dólares) para trazer cada unidade do PlayStation 4 ao Brasil, o que representa apenas 21,5% do total. Depois, há as margens de lucro do varejista e do distribuidor (no caso, a própria Sony Brasil), que somam 22%. Os impostos, responsáveis por 63% do preço sugerido do PlayStation 4, são os seguintes:

  • Imposto de importação: 20%
  • ICMS: 25% no estado de São Paulo
  • Margem de valor agregado: 33,54%
  • PIS: 1,65%
  • Cofins: 7,6%
  • IPI: 50%

Como as taxas são cobradas em cascata, o valor dos impostos seria de assustadores R$ 2.524. Portanto, segundo Stanley, a Sony considera que o preço sugerido de R$ 3.999 é “o mais baixo possível” no Brasil.

A tabela a seguir, divulgada pela Sony, detalha cada cálculo feito para chegar ao valor:

ps4-impostos-tabela-sony

Mas como o Xbox One, que custa US$ 499 nos Estados Unidos, pode ter chegado ao Brasil por R$ 2.199, pouco mais da metade do PlayStation 4, que possui preço sugerido de US$ 399? Ao G1, Stanley diz que isso seria possível com subsídios massivos ou fabricação local. O executivo afirma ao Valor Econômico que “aumentar o nível de subsídio não seria uma opção sustentável no longo prazo”.

No blog oficial do PlayStation, Mark Stanley diz que a Sony está “fazendo todo o possível para reduzir o preço do PS4”, e que conversará com o governo para tentar reduzir as altas taxas. A Sony planeja produzir o PlayStation 4 no Brasil, o que diminuiria o preço do console em até 50%, mas isso deve demorar: apesar de ainda não haver nenhuma previsão, o início da fabricação nacional não acontecerá em 2014.