Início / Notícias / Internet /

Google cria ferramenta que avalia a qualidade da sua conexão nas transmissões do YouTube

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Mais dramático do que se deparar com o Fábio Porchat naquelas propagandas que precedem vídeos no YouTube é ter o seu streaming interrompido na parte mais interessante. Problemas nos servidores ou em sua conexão? Com uma ferramenta recém-lançada pelo Google, em breve ficará mais fácil descobrir.

A novidade, batizada de Video Quality Report, é um site que o Google disponibilizou recentemente e sem fazer alarde que analisa a conexão à internet, especialmente no que diz respeito à estabilidade e à velocidade. Até certo ponto, é algo semelhante ao Speed Test, só que focado em streaming.

A ferramenta não é capaz de apontar o que exatamente está causando problemas na transmissão, mas fará testes para verificar se o seu acesso à internet está apto ou não a receber fluxo de vídeo. O usuário terá inclusive a possibilidade de comparar seu resultado com as médias de outros provedores da região.

Google Video Quality Report

Desta forma, você poderá desconfiar de traffic shaping, por exemplo, se a sua conexão estiver funcionamento normalmente, mas os testes acusarem problemas com streaming. Pode parecer exagero, mas o YouTube responde por uma parcela expressiva do tráfego global de dados, portanto, não é de se estranhar que o serviço seja afetado por este tipo de prática.

Para “premiar” os provedores de internet cuja infraestrutura não afeta o streaming, o Google planeja também oferecer o selo “YouTube HD Verified”, que indica que as conexões da prestadora são capazes de permitir fluxo de vídeos em resolução de 720p em pelo menos 90% do tempo de duração do material. Como os problemas do YouTube são uma queixa frequente, ostentar um selo destes pode dar uma ajudinha na hora de conseguir mais clientes.

De modo geral, a ideia é muito boa. O problema é que, por enquanto, o Video Quality Report só funciona no Canadá – os provedores do país estão se saindo bem nos testes, segundo o Google. Já se sabe que o plano da companhia é disponibilizar a ferramenta no mundo todo, só não há prazo para que isso aconteça.

Com informações: 9to5Google