Início / Notícias / Internet /

Sua internet pode parecer mais lenta hoje

Netflix, Foursquare, WordPress.com e sites de porn fazem protesto

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

É capaz de você ter a impressão que a sua conexão com a internet está mais lenta do que o normal nesta quarta-feira (10). Diversos sites e serviços online aderiram ao protesto Internet Slowdown Day, contra um projeto na FCC (agência reguladora de telecomunicações dos Estados Unidos) que prevê duas “estradas“ para a transmissão de dados na rede: uma lenta e outra rápida.

Entre as empresas que aderiram à iniciativa está a Netflix, que nesta semana liberou um estudo sobre as conexões mais rápidas em diversos países. Ainda integram a listagem: Digg, Reddit, Vimeo, WordPress.com, Foursquare, Kickstarter, Imgur e Upworthy. Os sites de conteúdo adulto Pornhub, Redtube e YouPorn também participam do Internet Slowdown Day.

Está devagar... e é de propósito

Está devagar… e é de propósito

Quando os sites ou serviços forem abertos, vai aparecer a aquela esfera que indica que o código ainda está carregando. Que fique claro: as páginas vão continuar abrindo normalmente. O aviso de loading servirá para alertar sobre como seria uma internet propositalmente mais lenta, como estabelece a proposta da FCC.

Qualquer webmaster pode participar do protesto. No hotsite tem o código HTML para incluir o banner em layout claro e escuro. Para todos os gostos, portanto. O script está configurado para funcionar somente nesta data. Na quinta-feira (11), ele deixa de exibir a mensagem.

internet-slowdown

Os organizadores da iniciativa também pediram que os donos de aplicativos enviem notificações avisando sobre a “estrada lenta“ da internet. O texto diz: “Grandes provedores querem o poder de tornar nosso app mais lento. Assine aqui para impedi-los!“

E se você não tem site nenhum, mas também protesta contra a possibilidade de uma internet com duas velocidades, também pode fazer seu manifesto por meio do Twitter. O Battle for the Net criou avatares animados que mostram a imagem de carregamento.

Grandes empresas não participam do protesto – até porque seria massivo se Google e Facebook, por exemplo, colocassem mensagens de carregamento em suas respectivas páginas iniciais. Ainda assim, as companhias lutam contra a medida por meio de lobby na entidade reguladora, com objetivo de preservar a neutralidade na rede.