Spotify achou que você iria gostar do novo logo

Enxurrada de comentários negativos foi inesperada, segundo designer da empresa

Jean Prado
Por

spotify-novo-verde

O Spotify não fazia ideia que os usuários do serviço detestariam seu novo logotipo. Sério. Ao mostrar a novidade para seus colegas de trabalho, Tobias van Schneider, principal designer do Spotify, só recebeu comentários positivos. Contrários, por exemplo, destes aqui:

spotify-verde-comentarios-tweet

O tom de verde foi alterado como parte de “um plano maior” para uma nova identidade visual do Spotify. Para Schneider, que não esperava tantas reclamações, a pequena mudança recebeu comentários tão negativos por ter sido, simplesmente, uma mudança. Em seu blog, ele descreve o efeito bola de neve:

“Quando lemos um tweet que diz ‘O novo tom de verde do Spotify é horrível’ nós não pensamos mais por nós mesmos. Tudo o que fazemos é ler o tweet, concordar com ele (porque sim) e retuitá-lo. Nossa decisão foi feita em segundos […] ainda que não tenhamos pensado sobre ela nem um minuto. […] Esse momento do ‘porque sim’ tem um nome: é chamado de tendência negativa.” 

O problema, ainda segundo Schneider, foi que a mudança foi feita num instante, sem aviso e não necessariamente pelo novo tom de verde. “Não é uma discussão sobre a cor certa ou errada, é simplesmente por mudar ou não mudar”, continua ele. Como todos podem entender e ter opinião sobre as cores, fica fácil escrever um tweet concordando com quem já reclamou.

spotify-discover-weekly

Schneider admite estar exagerando um pouco. Teve gente que realmente não gostou da nova cor. Essa generalização, segundo ele, ajuda designers a “se protegerem de emoções desnecessárias quando situações como esta acontecem”.

Toda a equipe do Spotify estava trabalhando com o novo tom de verde há meses e isso nem era um assunto grande na companhia — era apenas uma pequena mudança no meio de todas as alterações na identidade visual da empresa, e por isso todos já haviam se acostumado.

Apesar de tudo, o Spotify aprendeu a lição de não mudar coisas que afetam todas as seções do aplicativo de uma vez. Schneider disse estar “confiante de que uma comunicação transparente pode pelo menos minimizar o efeito de hipercriticismo no futuro”.

Particularmente, já me acostumei com o novo tom, mas estranhei bastante no começo. E você?

Com informações: The Next Web.

Relacionados

Relacionados