Notícias Telecomunicações

TIM planeja ter mais cidades com 4G do que 3G até 2019

Operadora também quer aumentar percentual de clientes pós-pagos

Lucas Braga
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A TIM apresentou nesta sexta-feira (3) aos acionistas seu plano industrial para o período de 2017 a 2019, revelando a estratégia para os próximos passos da operadora. O objetivo é aumentar o percentual de clientes pós-pagos, uma consequência do aumento considerável de sua cobertura 4G.

Atualmente, a TIM é líder na cobertura LTE: em dezembro de 2016, a operadora registrou 1.255 municípios com a tecnologia. O planejamento é fechar o ano de 2017 com mais de 2.000 cidades, com crescimento gradativo até 2019, quando seria atingida a marca final de 3.600 municípios. Por enquanto, a TIM possui presença em 3.461 cidades com cobertura 2G e 2.833 cidades com 3G.

Para atingir essa marca, é esperado um investimento de R$ 19 bilhões entre 2017 e 2019. A utilização das frequências de 1.800 MHz e, principalmente, os 700 MHz que serão liberados com o desligamento da TV analógica, é crucial para chegar a tantas localidades. Se tudo for cumprido, até o final de 2017 existirão cerca de 1.200 municípios já com 4G em 700 MHz.

O mais interessante de tudo isso é que a TIM planeja ter mais localidades cobertas com 4G do que com 3G: o plano estima que apenas 3.200 municípios terão cobertura de terceira geração no final do período. Isso deve acontecer porque há uma estimativa de que o 4G ultrapasse o 3G, visto que o tráfego de dados e o número de usuários com 4G praticamente dobrou entre 2015 e 2016.

Um reposicionamento da marca também está em jogo. Uma vez que há o desejo de aumentar o percentual de clientes pós-pagos (a estimativa é de que 35% de sua base seja pós-paga até 2019), a TIM aposta em uma imagem de custo-benefício. Para isso, deve vender combos com outros serviços em regiões localizadas, sobretudo na área de cobertura da TIM Live, onde seria possível montar uma oferta com banda larga fixa, celular e telefone fixo. A operadora também espera ampliar o portfólio serviços de valor agregado, como já faz atualmente com o TIMmusic by Deezer.

O plano industrial e os resultados financeiros do último trimestre estão disponíveis na íntegra no site de relações com investidores da TIM.

Lucas Braga

Autor especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque