Microsoft revela especificações de seu próximo console, o Project Scorpio

Felipe Ventura
Por

A Microsoft vem preparando uma versão mais potente do Xbox One, para fazer frente à Sony e seu PlayStation 4 Pro. A empresa revelou ao Eurogamer as especificações do Project Scorpio, e elas são bem impressionantes para um console.

O chip gráfico (GPU) será capaz de processar seis teraflops, ou seis trilhões de operações de ponto flutuante por segundo. Isso parece muito, mas equivale à potência da Nvidia GeForce GTX 1070, e fica atrás da placa de vídeo 1080 (e também da 1080 Ti).

Ainda assim, isso é 4,5 vezes mais poderoso do que o Xbox One, e 1,4x mais poderoso do que o PS4 Pro — você poderá jogar tranquilamente em 4K nativo a 60 quadros por segundo. A Microsoft fez uma demonstração de Forza em 4K travado em 60 fps, e o chip gráfico ficou entre 60% e 70% de utilização, sugerindo que o console tem poder de sobra.

A Microsoft trabalhou com a AMD para colocar, em um único chip, 40 unidades de computação Radeon personalizadas rodando a 1.172 MHz. O resfriamento é feito através de uma câmara de vapor, assim como na placa de vídeo GTX 1080:

Quanto ao CPU, o Scorpio terá oito núcleos de 2,3 GHz — cerca de 30% mais rápido do que o do Xbox One. (A arquitetura ainda é Jaguar, em vez da Ryzen mais recente.) Não é um salto tão grande, em parte porque a Microsoft exige que todos os jogos projetados para o Scorpio rodem no Xbox One também.

Haverá 12 GB de RAM GDDR5, com 4 GB alocados somente para o sistema operacional. E para aproveitar tudo isso, a largura de banda de memória foi aumentada para 326 GB/s.

Ele terá o mesmo chip de áudio que o Xbox One, e ambos ganharão suporte a som surround espacial – isso será útil para a realidade virtual. A Microsoft também vai adicionar um formato proprietário chamado HRTF, desenvolvido pela equipe do HoloLens.

O Eurogamer diz que o console é “compacto”, lê Blu-ray 4K, possui saída HDMI, mas não tem porta Kinect dedicada. Mais detalhes sobre o Project Scorpio — incluindo design, preço e disponibilidade — só serão revelados na E3, em junho.

YouTube video

Com informações: TechCrunch, The Next Web, The Verge.

Relacionados

Relacionados