Notícias Antivírus e Segurança

Hackers ameaçam vazar filme da Disney se não receberem pagamento em bitcoin

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma infeliz tendência para 2017 é a história “hackers cobram resgate em bitcoin“. Isso está acontecendo de novo: segundo o CEO da Disney, Bob Iger, hackers afirmam ter acesso a um filme do estúdio e ameaçaram liberá-lo antes do lançamento nos cinemas.

Fontes dizem ao Hollywood Reporter que os hackers exigiram uma quantia enorme em bitcoin. Eles ameaçaram lançar os cinco minutos iniciais do filme, e depois pedaços de 20 minutos, até que suas demandas sejam atendidas.

Qual o filme? Iger não revelou, mas segundo o Deadline, trata-se de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, que será lançado no Brasil em 25 de maio. Trata-se da continuação de um filme (Navegando em Águas Misteriosas) que não foi bem aceito pela crítica, mas que arrecadou mais de US$ 1 bilhão.

A Disney está trabalhando com o FBI, e não planeja pagar. Ela provavelmente adota boas medidas de segurança, mas fica sob risco de vazamentos porque depende de fornecedores e empresas de produção que não se protegem tão bem.

Isso é semelhante a um caso recente. Este mês, um grupo hacker invadiu um parceiro da Netflix e vazou 10 episódios da quinta temporada de Orange is the New Black. Eles entraram em negociação com a empresa, que se recusou a pagar 50 bitcoins (cerca de US$ 68 mil).

Com informações: The Hollywood Reporter, Deadline, Engadget.

Felipe Ventura

Editor-geral

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque