Por causa da alta volatilidade, Steam deixa de aceitar bitcoin

¯\_(ツ)_/¯

Jean Prado
Por

Nesta manhã, noticiamos que o bitcoin foi ultrapassou os US$ 15 mil e, no momento que escrevo esse texto, o CoinMarketCap, que faz uma média das cotações, mostra que a criptomoeda já vale US$ 16,6 mil. No dia, a alta chegou a quase US$ 17 mil.

Por conta dessa alta volatilidade, além de altas taxas, a Steam anunciou que vai deixar de aceitar pagamentos em bitcoin. Segundo a empresa, a criptomoeda sempre foi bem volátil, porém nos últimos meses o bitcoin chegou a perder 25% de seu valor em questão de dias. No ano, a moeda virtual ficou 1.500% mais valiosa e bateu recordes em questão de horas.

Criptomoeda

Além disso, pode não parecer, mas os custos para operar com bitcoin aumentaram expressivamente este ano. A Steam explica que as taxas de transação da criptomoeda subiram para até US$ 20, frente aos US$ 0,20 que eram cobrados quando a Valve começou a aceitar bitcoins.

Por causa disso, os jogos podem custar bem mais para quem quer pagar em criptomoeda, e, como ela é volátil, pode não ser o suficiente para custar o game poucas horas ou minutos depois.

A Steam ainda explica que não consegue compensar essa diferença com a devolução do dinheiro ou cobrando novamente, uma vez que a taxa para operar com bitcoin subiu tanto. E, ainda assim, os riscos não são completamente evitados.

Para evitar esses problemas, a tendência é que mais empresas tomem decisões parecidas. Por enquanto, a Microsoft continua aceitando bitcoin na loja do Windows e Xbox, onde o usuário pode comprar jogos, filmes e aplicativos; mas não é possível usar a criptomoeda para pagar por um Surface Book 2 na Microsoft Store, por exemplo.

Relacionados

Relacionados