Notícias Jogos

Hackers conseguiram rodar Linux no Nintendo Switch

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Um grupo de hackers deu mais um passo rumo ao desbloqueio do Nintendo Switch: eles conseguiram rodar o Debian Linux no console ao explorar uma vulnerabilidade no processador do videogame. E parece que a brecha não pode ser corrigida pela Nintendo tão facilmente.

Os membros do fail0verflow contam ao TechCrunch que existe uma falha de segurança na ROM de boot do Nvidia Tegra X1. Sempre que você aperta o botão liga/desliga do console, essa ROM é acionada e chama o sistema operacional proprietário da Nintendo. No entanto, ao explorar a vulnerabilidade, é possível rodar um software não desenvolvido originalmente para o Switch.

Como a ROM de boot é armazenada no processador da Nvidia e não pode ser alterada, o grupo afirma que a falha não pode ser corrigida pela Nintendo com uma atualização de software, por exemplo. A única forma de consertá-la seria fabricando novos chips Tegra X1, o que significa que apenas novas revisões do Switch seriam afetadas.

O exploit ainda não é público e os detalhes para explorar a falha não foram divulgados. Se forem, a Nintendo pode ter problemas com games piratas no futuro.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Responde

Relacionados

Em destaque