Início / Notícias / Internet /

Vai ficar mais fácil controlar o que os filhos podem assistir na Netflix

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Netflix anunciou nesta segunda-feira (5) alguns recursos que irão permitir que os pais tenham mais controle sobre o conteúdo que os filhos podem ou não acessar na plataforma. O mais importante é um código de quatro dígitos (PIN) que, em vez de dar acesso a uma categoria inteira, permite que apenas determinado vídeo seja visualizado.

Netflix - PIN

O controle parental por PIN existe há algum tempo, mas tem como base a classificação etária, ou seja, o código só é necessário para acesso a produções que não estão de acordo com determinado limite de idade, não importa quais elas sejam.

Graças à nova função, o PIN poderá ser usado para dar acesso a uma série ou filme específico. Assim, se os país preferirem proibir os filhos de acessar conteúdo para maiores de 14 anos, mas quiserem abrir exceção para uma produção ou outra, poderão fazê-lo por meio do PIN.

13 Reasons Why

13 Reasons Why

De acordo com a Netflix, essa medida é conveniente porque os pais podem ter opiniões diferentes sobre o que os filhos podem assistir. É um tanto óbvio: aspectos culturais, sociais, religiosos, entre outros, moldam os pontos de vista de cada um. Levando esse aspecto em consideração, a classificação etária pode ser falha em determinadas circunstâncias.

Com o PIN individual, a Netflix dá mais controle para que os país decidam o que é cabível para os seus filhos. Certa produção poderá ser ok para alguns e proibitivas para outros, mas não é função da plataforma decidir.

Provavelmente, o exemplo que mais bem ilustra essa situação é a série 13 Reasons Why. A classificação etária da produção no Brasil é de 16 anos, mas, por conta da temática — abuso sexual e suicídio —, há pais que acreditam que os filhos não devem assistir à série mesmo tendo 16 anos ou mais. De igual forma, há pais que acham que a série faz alertas importantes, assim, acham que os filhos podem ter acesso a ela.

Netflix

Mas isso não quer dizer que a classificação etária ficará em segundo plano. Outra novidade da Netflix é a indicação mais clara da idade mínima recomendada para cada produção: assim que o vídeo começar, um aviso no canto superior esquerdo destacará a classificação etária e informará, por exemplo, que o conteúdo exibe cenas de sexo e violência.

Os novos recursos para controle parental serão disponibilizados ao longo dos próximos meses.