TIM ativa primeira rede 4G para internet das coisas e cidades inteligentes

Felipe Ventura
Por

A TIM está lançando sua primeira rede 4G para a internet das coisas, isto é, para dispositivos que precisam estar sempre conectados. Ela acredita que isso será útil para cidades inteligentes, controlando redes de iluminação; monitorando ônibus e trens; e detectando vazamentos e outros problemas.

A operadora lançou sua nova rede na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG). Ela está usando aqui a tecnologia NB-IoT (Narrowband IoT) aprovada pelo 3GPP, organização que define os padrões para operadoras móveis.

O diretor técnico Leonardo Capdeville prevê que essa tecnologia será aplicada em cidades inteligentes, no agronegócio e até mesmo em maquininhas de cartão.

A TIM está usando o 4G na faixa de 700 MHz, que já foi ativada em mais de mil cidades após o desligamento da TV analógica. Capdeville diz ao Mobile Time que a tecnologia NB-IoT pode ser implementada nesses lugares apenas com uma atualização de software.

O alcance da nova rede deve ser até 40% maior do que em smartphones na mesma frequência. Isso acontece porque a operadora dedica um canal de apenas 250 kHz, já que dispositivos IoT geralmente consomem poucos dados.

“É uma parte muito pequena de espectro para dedicar, e exatamente por isso que ele consegue concentrar a energia e fazer cobertura melhor do que a tradicional de 4G”, explica o diretor técnico.

E se a demanda pela rede IoT aumentar muito, assim como o consumo de dados? Nesse caso, a TIM cogita dedicar canais nas faixas de 1.800 MHz, 2.100 MHz e 2.500 MHz.

A nova rede foi implementada em parceria com a Ericsson e com o Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações).

Com informações: Mobile Time, TeleSíntese.

Relacionados

Relacionados