Notícias Brasil

iFood teve falha em cupons e 30 mil pedidos saíram até de graça

iFood ofereceu cupons de desconto de até R$ 45 que podiam ser usados inúmeras vezes

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O iFood ofereceu cupons de desconto que podiam ser usados inúmeras vezes, nos valores de R$ 15, R$ 30 e R$ 45. Usuários aproveitaram a brecha para fazer 30 mil pedidos no total: ou eles saíam de graça, ou custavam valores irrisórios. A falha no sistema ocorreu na madrugada de sexta-feira para sábado (15).

Em comunicado ao Metrópoles, o iFood lamenta o ocorrido e diz que tentará minimizar os danos causados pela falha no sistema. “A companhia reforça que a transparência e o respeito aos restaurantes, clientes e entregadores são nossas prioridades.”

Os cupons ilimitados pegaram os restaurantes de surpresa. Segundo a Band, um estabelecimento publicou no Instagram que recebeu 800 pedidos. Diversos lugares tiveram que cancelar pedidos porque não aguentaram a enorme demanda.

O iFood desativou os cupons no sábado. Estima-se que eles foram usados em cerca de 30 mil pedidos. Isso significa um valor de até R$ 1,35 milhão (considerando o desconto máximo de R$ 45). A empresa diz, no entanto, que ainda não é possível estimar o prejuízo.

No Twitter, o iFood apenas fez uma brincadeira em referência à infame manchete “Caetano estaciona carro no Leblon“:

Pedido saía de graça com cupom de desconto; em alguns casos, era necessário pagar apenas a taxa de entrega.

Alguns usuários aproveitaram a falha para fazer estoque de água:

Os restaurantes foram pegos de surpresa:

https://twitter.com/camilirouu/status/1040822541844180992

Os cupons foram desativados no sábado:

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque