Paul Allen, cofundador da Microsoft, morre aos 65 anos

Ele lutava contra um linfoma não Hodgkin, um tipo de câncer. Allen fundou a Microsoft em 1975, com Bill Gates.

Paulo Higa
Por

O empresário, investidor e filantropo Paul Allen, mais conhecido por ter fundado a Microsoft em 1975 com Bill Gates, faleceu nesta segunda-feira (15) aos 65 anos. Allen lutava contra um linfoma não Hodgkin, um tipo de câncer.

A morte foi divulgada pela Vulcan Capital, empresa de investimentos fundada por Allen. “Meu irmão foi um sujeito incrível em todos os níveis. Enquanto a maioria conhecia Paul Allen como um especialista em tecnologia e filantropo, para nós, ele era um irmão e tio amado, e um amigo excepcional”, disse a irmã Jody Allen no comunicado, que informou que o falecimento aconteceu em decorrência de complicações da doença.

Paul Allen (Foto: Wikimedia Commons)

O linfoma não Hodgkin ocorre quando o corpo produz muitos linfócitos anormais, um tipo de glóbulo branco, causando inchaço dos gânglios linfáticos, febre e dores no corpo. A doença afeta principalmente pessoas com mais de 60 anos, e os tratamentos podem incluir quimioterapia, radioterapia e transplante de células-tronco.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, declarou que as contribuições de Paul Allen para a empresa, a indústria e a comunidade são indispensáveis. “Como cofundador da Microsoft, à sua maneira quieta e persistente, ele criou produtos, experiências e instituições mágicas e, ao fazer isso, mudou o mundo. Eu aprendi muito com ele — sua curiosidade e busca por altos padrões vão continuar a inspirar a mim e a todos nós na Microsoft”, disse Nadella.

Quem foi Paul Allen

Allen nasceu na cidade americana de Seattle, estudou na Universidade do Estado de Washington por dois anos e desistiu da faculdade para fundar a Microsoft em 1975, com seu colega de escola Bill Gates. Em 1983, ele renunciou ao cargo de vice-presidente da Microsoft devido à doença de Hodgkin, cujo tratamento foi bem sucedido. Allen passou por um tratamento para um linfoma não Hodgkin em 2009, mas a doença voltou em outubro de 2018.

Paul Allen (à esquerda) e Bill Gates (à direita), em 1981 (Foto: Microsoft)

Paul Allen (à esquerda) e Bill Gates (à direita), em 1981 (Foto: Microsoft)

Fora da Microsoft, Allen fundou a Vulcan Capital em 1986 para gerenciar seus investimentos. Ele foi considerado o 44º mais rico do mundo, segundo a revista Forbes, com uma fortuna estimada em US$ 20,5 bilhões. O empresário doou parte de seu dinheiro para financiar pesquisas sobre o cérebro, e já havia afirmado que deixaria pelo menos metade de sua fortuna para a caridade.

Ele detinha participações em times esportivos, como o Portland Trail Blazers, da NBA, e o Seattle Seahawks, da NFL. Um dos projetos recentes de Allen é o Stratolaunch, uma aeronave para lançar veículos espaciais. Com seis motores, envergadura de 117 metros e duas fuselagens de 72 metros de comprimento, o avião promete ser o maior a entrar em operação.

Com informações: Bloomberg, Reuters.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Relacionados

Relacionados