Início / Notícias / Jogos /

Capcom remove anúncios de Street Fighter V; jogo custa até R$ 159,98

A promessa era de publicidade pouco intrusiva, mas ela está em todos os locais do game

André Fogaça

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Capcom removeu toda a publicidade que espalhou dentro da versão Arcade de Street Fighter V, que adicionava propaganda nos telões presentes pelos cenários e até mesmo em forma de adesivos, colados nas roupas dos lutadores. A decisão ainda não é permanente e isso pode ser péssimo para os jogadores.

A ideia de espalhar publicidade dentro do game apareceu no começo deste mês, com uma atualização que colocaria o nome de parceiros comerciais da desenvolvedora do game: a Capcom. Além de propaganda paga, os torneios de eSport da própria empresa estavam na lista de lembretes para os jogadores.

Este tipo de atitude é comum em jogos que são grátis para jogar, ou freemium, onde o pagamento pelo game é feito com propaganda – muito corriqueiro em smartphones e tablets. Isso não aconteceu com o Street Fighter V e, pior, as propagandas aparecem dentro de um game que é vendido e o valor dele pode chegar em R$ 159,98 para a versão Arcade Edition Deluxe no PC.

Yoshinori Ono, produtor da famosa série de jogos de luta, comentou em sua conta do Twitter que a empresa está coletando os comentários da comunidade e que utilizará a informação para saber como melhor aplicar a publicidade no futuro. A declaração de Ono passa a impressão de que a propaganda voltará em outros jogos da franquia.

A promessa inicial da Capcom era de incluir as peças publicitárias em locais menos visíveis, mas elas apareceram até mesmo em animações de movimentos especiais, como o Akuma com o logo da Capcom Pro Tour bem visível, logo após seu especial – uma animação de golpe especial que é a mais popular e conhecida dentro de toda a série de luta de Street Fighter.

A ideia de um jogo de graça, com a fama de Street Fighter, com a qualidade técnica de um game destes e todo o pagamento feito com propaganda, é bacana. Só não é legal isso em um jogo que cobra bem caro, com pagamentos extras em DLCs. Né?

Com informações: Engadget e SlashGear.