Início / Notícias / Internet /

Facebook limita alcance de grupos que espalham notícias falsas

Rede social diminui alcance no Feed de Notícias de grupos que postam fake news, e rebaixa links virais de baixa qualidade

Por

O Facebook divulgou uma série de novas medidas pensadas para combater notícias falsas, seguindo sua estratégia “remover, reduzir e informar”. A rede social vai diminuir o alcance no feed de notícias de grupos que costumam postar notícias falsas; vai rebaixar conteúdo viral de baixa qualidade; e vai dar mais informações sobre imagens, além de links.

Facebook / Con-karampelas / Unsplash

As principais medidas do Facebook se concentram em conteúdo “problemático”: isso inclui notícias falsas, clickbait e outros tipos de post que não são proibidos, mas que os usuários não gostam de ver. “Queremos garantir que ele não seja amplamente distribuído”, diz a empresa em comunicado.

Quando um grupo do Facebook compartilhar fake news com frequência — ou seja, conteúdo classificado como falso por uma checagem de fatos independente — seus posts terão alcance menor no feed de notícias, aparecendo para menos usuários.

Facebook combate links que só viralizam na rede social

Além disso, o feed de notícias levará em conta um novo sinal chamado “Click-Gap” para mostrar ou ocultar posts. Basicamente, se um link ou um site estiver viralizando apenas no Facebook, não na web em geral, a rede social entenderá que ele “está produzindo conteúdo de baixa qualidade” e vai reduzir seu alcance.

“O Click-Gap procura domínios com um número desproporcional de cliques de saída no Facebook em comparação ao grafo da web. Isso pode ser um sinal de que o domínio está tendo sucesso no feed de notícias de uma maneira que não reflete a autoridade que ele criou fora dele”, explica o comunicado.

Na prática, o Facebook está reconhecendo que seu conteúdo viral geralmente é lixo e merece ser rebaixado. Claro, é exatamente esse tipo de link que a rede social promove com mais frequência.

Facebook anuncia medidas para remover e informar

O Facebook também tem novas medidas para remover conteúdo. Para decidir se um grupo será apagado, a rede social passará a analisar as violações de conteúdo do administrador e do moderador, incluindo posts que eles aprovaram.

E no quesito “informar”, as imagens ganharão um botão de contexto, fornecendo mais informações vindas de verificadores de fatos independentes. Além disso, a aba Qualidade da Página terá mais dados sobre violações de conteúdo, incluindo alertas relacionados a clickbait.

Talvez essas medidas estejam vindo tarde demais, pelo menos no Brasil. O Facebook continua sendo a rede social mais popular do país, mas o Datafolha revela uma tendência de queda em seu número de usuários.

Com informações: Facebook.