Início / Notícias / Negócios /

Receita da Huawei cresce 23% no semestre apesar de sanções dos EUA

A Huawei informou ter vendido cerca de 118 milhões de smartphones no primeiro semestre de 2019

Victor Hugo Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Huawei entrou na lista negra do Departamento de Comércio dos Estados Unidos em maio, mas, ao menos por enquanto, a medida não prejudicou seus números. A empresa informou nesta terça-feira (30) que sua receita cresceu 23,2% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2018.

Huawei

No período, a receita foi de 401,3 bilhões de yuans (cerca de R$ 220,8 bilhões). Entre abril e junho, a receita da Huawei ficou em 221,6 bilhões de yuans (R$ 121,9 bilhões) e marcou uma alta de 23% na comparação ao trimestre anterior.

De acordo com a fabricante, foram 118 milhões de smartphones vendidos no primeiro semestre. O resultado foi 24% melhor que o do mesmo período de 2018 e trouxe uma receita de 220,8 bilhões de yuans (R$ 121 bilhões).

A companhia afirma que as vendas de tablets, PCs e wearables também aumentaram, mas não revelou números mais detalhados.

“Dada a base que estabelecemos no primeiro semestre do ano, continuamos a crescer mesmo depois de termos sido adicionados à lista de entidades [a lista negra dos EUA]”, afirmou o chairman da Huawei, Liang Hua. “Isso não quer dizer que não temos dificuldades pela frente. Nós temos e elas podem afetar o ritmo de nosso crescimento no curto prazo”.

A área de infraestrutura de rede, principal alvo da proibição americana, manteve seu desempenho, de acordo com a Huawei. A receita ficou em 146,5 bilhões de yuans (R$ 80,6 bilhões) devido a um “crescimento constante em produção e envio de equipamentos para redes sem fio, transmissão óptica, comunicações de dados, TI e domínios de produtos relacionados”.

A empresa informou que conta com 50 contratos ligados a 5G e que já entregou mais de 150 mil estações rádio-base ao redor do mundo. A empresa estima que dois terços das redes 5G fora da China utilizam antenas da Huawei.

A Huawei ainda registrou receita de 31,6 bilhões de yuans (R$ 17,3 bilhões) nos chamados negócios empresariais, relacionados a áreas como computação em nuvem, inteligência artificial e Internet das Coisas.

O resultado para o primeiro semestre é positivo, mas a Huawei parece não estar tão otimista. Uma projeção revelada em junho pelo CEO e fundador da empresa, Ren Zhengfei, indica que o bloqueio dos Estados Unidos poderá reduzir a produção em US$ 30 bilhões ao final de 2019.

Com informações: Huawei, Engadget, The Verge.