Samsung pode lançar celular dobrável estilo flip com tela de 6,7 polegadas

Novo smartphone da Samsung deve ter dobra horizontal e ser lançado em 2020

Emerson Alecrim
Por

Depois de um atraso considerável causado pelas falhas de projeto, o Galaxy Fold vai ser lançado oficialmente neste mês de setembro. Mas pode não demorar muito para a Samsung lançar outro celular dobrável: a companhia estaria planejando anunciar um modelo com dobra horizontal no primeiro semestre de 2020.

A informação vem da Bloomberg, que afirma também que o suposto novo smartphone vai ter duas grandes vantagens em relação ao Galaxy Fold: espessura reduzida e, principalmente, preço mais acessível — a ideia é disponibilizar o aparelho para um número amplo de consumidores.

O veículo também diz que o dispositivo vai ter tela de 6,7 polegadas. Como a dobra deve ser horizontal, espera-se algo que remete a um celular clip. Os rumores apontam ainda que, quando dobrado, o novo Galaxy assumirá um formato quadrado.

Samsung Galaxy Fold (Foto: Dieter Bohn/The Verge)

Samsung Galaxy Fold (Foto: Dieter Bohn/The Verge)

Não há informações sobre a ficha técnica, mas fala-se que o aparelho terá uma câmera de selfie na parte superior da tela em posição similar à do Galaxy Note 10. Já a traseira deve ter duas câmeras que ficarão posicionadas para a frente quando o smartphone estiver dobrado.

Ainda que os detalhes técnicos sejam escassos, é de se presumir que a dobra na horizontal irá trazer uma vantagem funcional importante na comparação com o Galaxy Fold: quando o celular estiver aberto, a tela terá o mesmo formato dos smartphones convencionais, assim, a adaptação de aplicativos e interfaces tende a dar pouco trabalho.

Também existe um afeito “trauma” aqui: e se o novo celular dobrável da Samsung tiver alguma das fragilidades que prejudicaram o lançamento do Galaxy Fold?

Para evitar esses problemas, a companhia estaria trabalhando em componentes mais resistentes, mas que não transformariam o smartphone em um trambolho. Entre esses itens pode estar um vidro ultrafino (UTG, na sigla em inglês) para proteger a tela que tem apenas 3% da espessura dos cristais normalmente usados para esse fim.

Mas, se o projeto for real, existe também a chance de que ele nunca saia da fase de protótipo: de acordo com as fontes ouvidas pela Bloomberg, o lançamento desse celular dobrável pode depender da aceitação que o Galaxy Fold tiver no mercado.

Relacionados

Relacionados