Anatel lacra mais de 21 mil produtos não homologados em operadora

Os itens estavam no depósito de uma operadora em Catalão (GO) que não teve o nome revelado pela Anatel

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos
Fachada da sede da Anatel. (Imagem: Divulgação/Anatel)

Uma operação realizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) resultou em mais de 21 mil produtos lacrados e apreendidos em Catalão (GO). Eles não eram homologados e pertenciam a uma operadora que não teve o nome revelado pela agência.

A fiscalização foi realizada em 22 de agosto a partir de uma denúncia. A Anatel começou pela sede da empresa e terminou no depósito onde os equipamentos estavam. Eles seriam usados na prestação serviços de fibra óptica.

Entre os produtos lacrados, estão 19.700 acopladores, 1.200 conectores e 225 splitters. Eles permaneceram na empresa por conta do volume, mas não poderão ser utilizados. A Anatel também apreendeu 19 itens, entre pontos de acesso e unidades de rede óptica.

A ação faz parte do Plano de Ação de Combate à Pirataria. Segundo a agência, ele levou a 200 mil produtos lacrados ou apreendidos em 2018. No mesmo período, 30 mil itens foram retidos na Alfândega e 193 anúncios ligados a produtos sem homologação foram retirados do ar.

Com informações: Anatel (2).

Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi redator, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Relacionados

Relacionados