Início / Notícias / Brasil /

Falha em sistema da Huawei paralisa atividades de tribunal por uma semana

O Tribunal Regional do Trabalho do Paraná suspendeu boa parte de suas atividades entre 1º e 8 de dezembro

Victor Hugo Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) teve de interromper a maioria de suas atividades de 1º a 8 de dezembro por conta de uma falha em um sistema da Huawei. Segundo o órgão, o problema afetou o sistema de processo judicial eletrônico (PJe).

Huawei

Os dados do PJe do TRT-PR ficam no sistema de armazenamento Dorado 6000 V3, da Huawei. Devido à falha no software, o tribunal teve de suspender a maioria dos atos processuais, incluindo audiências e sessões de julgamento, e realizar medidas urgentes por meio físico.

Até então desconhecida pela Huawei, a falha foi corrigida e o sistema voltou a operar na segunda-feira (9). Para solucionar o problema, a empresa deslocou uma equipe da China para trabalhar em conjunto com a Secretaria de Tecnologia da Informação do TRT-PR.

Os dados  do aparelho da Huawei não foram recuperadas, mas um backup do tribunal evitou a perda de informações. “A totalidade dos dados do PJe estava devidamente preservada em arquivos de backup, que foram recuperados e disponibilizados em infraestrutura diversa”, indica a nota do TRT-PR.

O órgão descartou a possibilidade de invasão em seus sistemas ou mesmo do PJe por entender que “não houve indisponibilidade de semelhante natureza em qualquer um dos demais Tribunais Regionais do Trabalho do país”.

Agora, o TRT-PR deverá manter o PJe funcionando em uma estrutura alternativa até o início do recesso forense, em 20 de dezembro. O tribunal vai aferir as funcionalidades do sistema da Huawei, comprado em dezembro de 2018, antes de voltar a usá-lo como repositório principal de dados.

A Huawei informou ao Convergência Digital que o sistema está operando normalmente. “É importante ressaltar que esse sistema é utilizado em todo o país por diversos clientes e nenhum problema similar foi registrado”, diz a nota.

Com informações: UOL.