Apple critica proposta da Europa de padronizar carregadores de celular

União Europeia quer regulamentação para padrão único de porta para carregadores, mas Apple é contra

Emerson Alecrim
Por

Os esforços da União Europeia para regulamentar um padrão único de conector para recarga de celulares, tablets e afins estão encontrando oposição: a Apple, que já havia se manifestado contra essa padronização, voltou a atacar a ideia. Para a companhia, a proposta limita a capacidade de inovação no setor.

USB-C (imagem: Pixabay)

Esse posicionamento tem uma só explicação: o conector Lightning. Enquanto a indústria como um todo migra do micro-USB para o USB-C, a Apple equipa iPhones e iPads com o seu próprio padrão de conexão. Até os fones de ouvido Beats Solo Pro já contam com porta Lightning (a Beats pertence à Apple desde 2014, vale relembrar).

Se a padronização entrar em vigor, a Apple vai ser obrigada a deixar o Lightning de lado e a adotar o mesmo tipo de conexão usado pelos demais fabricantes, pelo menos nos produtos comercializados na Europa.

Para a União Europeia, a padronização deve facilitar a interoperabilidade entre dispositivos de diferentes marcas. Você poderá, por exemplo, aproveitar o carregador de um celular antigo caso perca o atual (coisa que muita gente já faz). Com efeito, esse tipo de comportamento pode reduzir o lixo eletrônico: estima-se que mais de 51 mil toneladas de carregadores vão para o lixo anualmente.

Mas, para a turma de Cupertino, esses benefícios são questionáveis. Um estudo da Copenhagen Economics encomendado pela Apple indica que a regulamentação para um padrão único de conexão gerará custos para os consumidores na ordem de € 1,5 bilhão.

Cabo USB-C para Lightning

Isso porque o Lightning já é bem disseminado: “mais de um bilhão de dispositivos Apple já foram produzidos com conector Lightning, além de um ecossistema inteiro de fabricantes de acessórios que usam o conector”, explica a companhia.

Na mesma nota, a Apple argumenta que uma regulamentação específica para isso não é necessária porque a indústria já está adotando o conector USB-C e lembra que isso vale inclusive para os seus produtos — a Apple vende cabos USB-C para Lightning.

A empresa defende essa abordagem dizendo que ela “é mais acessível e conveniente para os consumidores, pois permite cobrir uma ampla gama de produtos eletrônicos portáteis, incentiva os usuários a reutilizarem o carregador e dá abertura para a inovação”.

“Esperamos que a Comissão Europeia continue buscando uma solução que não limite a capacidade da indústria de inovar e trazer novas tecnologias interessantes para os clientes”, finaliza a Apple.

Com informações: Reuters.