Início / Notícias / Internet /

YouTube Music testa upload de músicas para substituir Google Play Música

Google Play Música permite enviar até 50 mil músicas de sua biblioteca pessoal

Por

Faz quatro anos que o Google tem dois serviços de música: o YouTube Music e o Google Play Música. Eles deveriam ter sido unificados em 2019, mas faltava um recurso importante: o upload de músicas que não estão disponíveis por streaming. Isso deve mudar em breve, já que o Google testa uma versão interna do aplicativo do YouTube Music com suporte a coleções pessoais na nuvem.

O Google Play Música foi lançado em 2011 e um de seus diferenciais é a possibilidade de enviar até 50 mil músicas para a nuvem do Google sem custo algum — os arquivos ficam disponíveis para streaming em qualquer computador, smartphone ou tablet. Assim, é possível escutar artistas que não lançam suas obras por streaming, ou versões raras de músicas que não são mais encontradas facilmente, por exemplo.

Segundo o 9to5Google, o Google desenvolveu uma versão beta do YouTube Music que circula internamente com o recurso de envio de músicas pessoais para a nuvem. A versão 3.47, lançada em janeiro, já tinha evidências de que a funcionalidade estava a caminho: o código-fonte fazia referência a uma “biblioteca”, na qual você poderia “adicionar músicas” e gerenciar conteúdos pessoais.

Fato é que o recurso está demorando mais que o esperado: em maio de 2018 (!), a diretora de música do YouTube, T. Jay Fowler, respondeu a um usuário no Twitter que sua coleção de músicas, playlists e preferências seriam preservadas em uma futura migração do Google Play Música para o YouTube Music. Quase dois anos depois, ainda estamos esperando isso ocorrer.

Se tudo der certo, os usuários do Google Play Música serão convidados a migrar sua coleção para o YouTube Music “dentro dos próximos meses”, de acordo com uma fonte do 9to5Google, enquanto o fim do antigo serviço deve ocorrer no segundo semestre de 2020.