Início / Notícias / Internet /

Disney+ lançará episódios de O Mandaloriano aos poucos na Europa

Os episódios devem ser liberados semanalmente, ainda que a exibição original tenha se encerrado em novembro

Victor Hugo Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Disney+ será liberado para mais países da Europa em 24 de março. Porém, os novos usuários deverão levar ainda mais tempo para assistirem produções já finalizadas onde o serviço está disponível. É o caso de O Mandaloriano (The Mandalorian), do universo de Star Wars.

O Mandaloriano (The Mandalorian), série do universo de Star Wars no Disney+

Em conta no Twitter voltada para o Reino Unido, o Disney+ indicou que a série apenas “começará a ser liberada em 24 de março”. A plataforma deverá manter a estratégia adotada em outros países e liberar um episódio por semana.

O serviço foi lançado para usuários de Estados Unidos, Canadá, Holanda, Austrália e Nova Zelândia em 12 de novembro. A estreia de O Mandaloriano aconteceu no mesmo dia. Os episódios seguintes foram liberados às sextas-feiras e a primeira temporada terminou em 27 de dezembro.

Nesse ritmo, os usuários de Reino Unido, Espanha, França e Itália que assinarem a plataforma quando ela for lançada em seus países só poderão terminar a temporada em 8 de maio. Para a Disney manter suas assinaturas por mais tempo, os usuários completarão quase cinco meses fugindo de spoilers.

A empresa não indicou se os usuários terão ao mesmo tempo a segunda temporada de O Mandaloriano, prevista para estrear outubro. Ainda este ano, o serviço deverá liberar produções como Falcão e Soldado Invernal e WandaVision.

Para piorar, há ainda mais incertezas: a plataforma não garante que todo o seu catálogo será liberado na Europa. “Planejamos apresentar muito conteúdo ao mesmo temop que nossos amigos nos EUA”, indica. “No entanto, haverá alguma variação no conteúdo entre os países”.

O Disney+ € 6,99 por mês ou € 69,99 por ano na Europa. O serviço chegará ao Brasil até novembro.

Com informações: Gizmodo.