Notícias Aplicativos e Software

TikTok volta a superar WhatsApp em downloads no iOS e Android

Facebook vem testando clones do TikTok; dona do aplicativo diz que não o colocará à venda

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O Facebook é dono de alguns dos aplicativos mais baixados no mundo, incluindo o WhatsApp, Instagram e Messenger; no entanto, o TikTok voltou a superar todos eles em número de downloads, tanto na App Store como no Google Play. Os principais países responsáveis por esse crescimento são a Índia e o Brasil.

TikTok

De acordo com a Sensor Tower, o TikTok foi o app mais baixado mundialmente em janeiro de 2020, seguido pelo WhatsApp, Facebook, Instagram e Messenger. Isso leva em conta os downloads na App Store e Google Play, excluindo outras lojas para Android (como a Huawei AppGallery); jogos também não entram nessa lista.

Foram mais de 104,7 milhões de instalações do TikTok no mês, aumento de 46% em relação ao mesmo período do ano passado. A Índia corresponde a 34,4% dos downloads, e o Brasil vem logo na sequência com 10,4%.

O WhatsApp, por sua vez, teve 90,6 milhões de instalações, alta de 10% em um ano. Os países com maior número de downloads são a Índia (35,3%) e o Brasil (9,4%).

Mais baixados em janeiro de 2020 – geralMais baixados – App StoreMais baixados – Google Play
TikTokTikTokTikTok
WhatsAppYouTubeWhatsApp
FacebookInstagramFacebook
InstagramWhatsAppInstagram
MessengerFacebookMessenger
LikeeMessengerLikee
SHAREitNetflixSHAREit
TikTok Wall PictureGoogle MapsTikTok Wall Picture
SnapchatGmailSnapchat
YouTubeKuaishouUC Browser

Facebook está testando clones do TikTok

O Sensor Tower vem divulgando rankings mensais dos apps mais baixados desde abril de 2019. O WhatsApp costuma aparecer em primeiro lugar, mas há algumas exceções: ele foi ultrapassado em junho pelo Messenger e em julho pelo FaceApp (lembra dele?). Em agosto, foi a vez do TikTok.

O WhatsApp voltou ao primeiro lugar nos meses seguintes, mas caiu de novo para o segundo lugar em janeiro de 2020, novamente por causa do TikTok. É algo que deve preocupar o Facebook: a empresa comprou os principais aplicativos que ameaçavam sua hegemonia nas redes sociais, mas a chinesa ByteDance — avaliada em US$ 78 bilhões — diz que não colocará o app à venda.

“Não tivemos discussões com potenciais compradores do TikTok, nem pretendemos fazer isso”, declarou a empresa à Reuters. “Não houve discussões sobre qualquer venda parcial ou total do TikTok.”

A outra saída do Facebook seria copiar os principais recursos do TikTok, tal como ela fez com o Snapchat (que recusou uma proposta de aquisição). A empresa já vem testando alguns clones do concorrente, tal como o Lasso e o Instagram Cenas.

Sobre o Lasso, Mark Zuckerberg diz em um áudio vazado pelo The Verge: “estamos tentando fazê-lo funcionar em países onde o TikTok ainda não é grande antes de competirmos com o TiktTok em países em que ele é grande”.

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque